Um jogo de decisões. De um possível 1 a 2, a um 2 a 1 numa decisão de diferença.

[multilanguage_switcher]A inteligência e capacidade para tomar decisões é desde há muito o traço diferenciador entre os melhores e os restantes. De um possível golo marcado, a um golo sofrido, tantas são as vezes em que vai uma decisão de diferença.

Com o jogo empatado no Bessa, há um lance de potencial imenso para o Benfica sair em transição, com Jonas a poder receber para definir o lance, colocando Seferovic com muito espaço para ir finalizar. Com 2×2 para jogar em meio campo, Pizzi decide diferente e coloca a bola em André Almeida. Almeida por mais do que uma vez insiste em sair com a bola para espaço exterior onde a inferioridade é grande, dá-se a perda, e sai o Boavista com possibilidade de marcar.

Tudo no jogo são decisões. E é porque não erra uma, e aproxima sempre a sua equipa do golo de cada vez que toca a bola que Messi é o melhor jogador de sempre.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2928 artigos
Creator of the "Lateral Esquerdo", is also a teacher at the University Stadium in Lisbon. Soccer coach, having conquered several national titles in Portugal. Experience as soccer coordinator, and lecturer at various Sports Universities. Author of the book "Build a champion team" from the publisher PrimeBooks.

3 Comentários

  1. não dá mesmo para entender pq é que o Pizzi não colocou logo no Jonas!! verdade que aqui sentado é bem mais fácil. Mas este movimento vertical, está farto de ser feito noutros jogos e entre estes dois intervenientes, pelo que não se percebe pq desta vez o Pizzi não fez o passe!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*