Anatomia de um golo

Football Soccer - Eibar v Barcelona - Spanish Liga Santander - Ipurua, Eibar, Spain - 22/01/2017 Barcelona's Lionel Messi celebrates a goal REUTERS/Vincent West

[multilanguage_switcher]Inteligência, velocidade de raciocínio, decisões que se alteram em nanosegundos, criatividade e qualidade técnica suprema. Iniesta, Sergio e Leo Messi. Juntos encontram saída em qualquer cabine telefónica.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2928 artigos
Creator of the "Lateral Esquerdo", is also a teacher at the University Stadium in Lisbon. Soccer coach, having conquered several national titles in Portugal. Experience as soccer coordinator, and lecturer at various Sports Universities. Author of the book "Build a champion team" from the publisher PrimeBooks.

3 Comentários

  1. O melhor Barça sempre se baseou nestes triângulos rotativos assentes em apoios frontais. Totalmente imprevisíveis na forma como se resolvem (porque dependem da oposição que lhes é feita) e cheios de ângulos mortos para os defesas que ora não vêem o adversário ora não vêem a bola. Dá-me a ideia que, em gestão do resultado, a realização deste “carrocel” é mais próxima das laterais. Mas só com executantes “supertreinados” se atinge esta excelência/consistência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*