Chamar a pressão e monopolizar o jogo. Real Betis.

[multilanguage_switcher]Paciência e enganar oposição, trazendo adversários para onde os queremos. Manter circulação baixa, activar a pressão e posteriormente usar o guarda redes para aproveitar o espaço que aumentou entre médios e defesas do adversário, para então colocar lá a bola e aumentar a velocidade do jogo. Se adversário recupera, volta à fase inicial.

O Real Betis com a marca de Quique Setién a não defraudar as expectativas.

 

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3767 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

3 Comentários

  1. E agora uma questão, serão assim tão maus os jogadores defesas do Benfica que não consigam fazer isto contra as equipas chamadas “pequenas”?

    • A grande maioria das equipas pequenas não pressiona o Benfica. Nem com o Eliseu a receber uma bola alta de costas para a baliza encostado à lateral quanto mais contra 3 a trocar calmamente pelo chão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*