FC Porto Europeu volta a bater o Mónaco por 3 a 0!

Porto's Vincent Aboubakar reacts after scoring the opening goal during the Champions League Group G first leg soccer match between Monaco and FC Porto at Louis II stadium in Monaco, Tuesday, Sept. 26, 2017. (AP Photo/Claude Paris) Monaco Soccer Champions League

Organização e saídas rápidas na oitava vitória em nove jogos na presente época, para os azuis e brancos.

Dificilmente poderia ter um início de temporada melhor a equipa de Sérgio Conceição. O treinador portista, sem possibilidade de ir ao mercado, tratou de investir na organização da sua equipa, e de potenciar as individualidades que até então pareciam bem menos capazes.

No Mónaco alternou o sistema em função das necessidades do próprio jogo e voltou a conseguir um jogo em que não permitiu criação ao adversário. Organizado defensivamente, forte individualmente naquilo que são os traços defensivos de vários dos seus elementos, e com uma transição ofensiva muito bem treinada e pensada para aproveitar a mobilidade e velocidade dos mais adiantados, Sérgio Conceição montou um FC Porto extremamente preparado para reentrar na Luta pelo apuramento para os oitavos de final da Liga dos Campeões.

Seis “clean sheets” em nove partidas, e a certeza de que garantindo compromisso e concentração a cada instante a todos quanto entram no relvado, a marca defensiva do FC Porto tenderá a caminhar para números relevantes.

Destaque individual:
Brahimi: O argelino a quem não parece ser possível roubar a bola, a assumir um papel determinante em qualquer dos momentos ofensivos do FC Porto. Seja sem ou com espaço, dribla, atrai e joga. É um desequilibrador com capacidade para iniciar ataques, e para impor o seu estilo em zonas mais adiantadas em ataque posicional, e também em transição como no início da jogada do terceiro golo do FC Porto, a ultrapassar opositores e a lançar a preceito para o espaço definido, os ataques rápidos da equipa portuense.

Sobre Rodrigo Castro 218 artigos
Rodrigo Castro, um dos fundadores do Lateral Esquerdo. Licenciado em Ed física e desporto, com especialização em treino de desportos colectivos, pôs graduação em reabilitação cardíaca e em marketing do desporto, em Portugal com percurso ligado ao ensino básico e secundario, treino de futsal, futebol e basquetebol, experiência como director técnico de uma Academia. Desde 2013 em Londres onde desempenhou as funções de personal trainer ligado à reabilitação e rendimento de atletas. Treinador UEFA A.

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*