Rápidas da Liga dos Campeões

  • Dois lances inenarráveis na base das derrotas das equipas de Lisboa.
    • Estrear na Liga dos Campeões um guarda redes que soma o seu segundo jogo de futebol sénior é um risco enorme, que se pagou caro. Não significa, porém que em função das opções que tem ao seu dispor, Rui Vitória tenha decidido mal
    • Jonathan Silva com uma abordagem defensiva inacreditável, pouco habitual numa equipa de Jorge Jesus, num lance que seguramente lhe valerá um puxão de orelhas gigantesco do seu treinador, impediu o Sporting de materializar o bom jogo em Turim
    • Jogo incrível de Rúben Dias. Estará amanhã no “Visto à Lupa” na edição escrita do Jornal Record. Não só o seu jogo, como a nova organização táctica do Benfica.

 

Para terem acesso a todos os conteúdos que por cá se produzem, e darem uma pequena ajuda tornem-se patronos deste projecto. Também com acesso à drive do Lateral Esquerdo, onde partilhamos “influências”. Recordamos que 1 euro mês será desde logo uma grande ajuda! Alternativa no lateralesquerdo.com@gmail.com.

O livro do “Lateral Esquerdo” agora em promoção no site da PrimeBooks (9’90€). Aqui, com entrega ao domicílio sem custos associados!

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3009 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

14 Comentários

  1. Pedro, não sei se é o meu desconhecimento da arte da bola, ou se é por ele ser jovem, mas Svilar é um guarda redes que altera o “jogar” da equipa. Há pouco tmepo li aqui que Krovinovic era solução para a evolução do Benfica, mas Svilar também dá ares de ser, especialmente quando comparando com os outros 2 concorrentes ao lugar. Aliás, penso que é unanime que com JC ou Varela na baliza, Lukaku se tinha isolado com bola logo no inicio do jogo. Quanto a Rúben Dias deve ter ganho definitivamente o lugar a Jardel, até porque Lisandro já nem conta para o totobola (essa orientação de pés que aprendi aqui, é de facto um pormenor fabuloso dele, que imagino seja escola do Seixal). Já agora, o Ruben não só ganhou o lugar ao Jardel como também parece lhe ter roubado a caixa das ligaduras da cabeça. Abraço.

    • O único problema do Lisandro é ainda poder participar nas convocatórias. A sério, até o puto que mandaram para a Polónia tinha mais lugar neste plantel!

      Rúben Dias tem 20 anos amigos, portanto vamos com calma. Que seja de longe o melhor defesa central do plantel é só mais um sublinhado na forma extraordinária como se preparou a época, não é sinónimo de qualidade mundial.

      Svilar foi pena ter borrado a pintura com algo que se destaca tanto, porque se soca aquela bola e mantém as redes a zero, destacava-se muito mais o enorme 0 (zero) que o Benfica foi do meio-campo para a frente. Até a forma como sai da linha para jogar com a equipa, compensando colegas e entregando neste jogo a bola jogável mais vezes do que Varela já fez na época toda.

      Quanto ao ataque, não que o Diogo Gonçalves sozinho contra o mundo (e por mais de uma vez se desenvencilhou de cachos de jogadores do Man United) não tivesse dado motivos de interesse, mas tirando o puto e um passe ou outro de ruptura do Augusto, puf! E Sálvio? Só se entende Sálvio se o Ziv não tem “maturidade” para fechar o flanco quando o Douglas decide ir fazer de extremo esquerdo. Falhou e ao intervalo ou o sérvio ou o Jonas já deviam estar em campo.

      Isto de não se quererem ganhar jogos…

  2. Epa ao puto do Benfica é fácil de perdoar, segundo jogo na equipa logo contra o United, não deve ser fácil. Apesar de perderes por causa dele.

    Agora aquela aventesma do Jonathan não admito. Eu não acredito que este gajo ainda comete este tipo de erros. Picareta nota 10.

    Um abraço,

  3. O problema é que já não é a primeira vez que o gajo comete este erro. Contra o Olympiacos levou duas lambuçadas seguidas do Pardo, da mesma forma. Contra o Feirense deixou o Etebo ganhar-lhe um lance assim. Chiça, o gajo deve ter um treinador no banco capaz de interpretar os erros para os corrigir, não?

  4. Caros,

    Não me vou cansar de elogiar os vossos posts
    … Apesar de serem elogios repetidos ;-)…

    Obrigado!

    Porquê obrigado ????
    1)
    não me lembro de 1 comentário ontem na tv a referir e a escalpelizar a abordagem com argumentos tácticos
    é falta de coragem ou competência?

    2)
    Estava ontem a ver o jogo e a comentar a abordagem errada na marcação individual mas não vi os pés nem o facto de no início estar fora do segundo poste…

  5. Vivam,

    Sobre o Jonathan ou outro jogadores não terem um “banco” ou corpo técnico que identifique e corrija os erros.

    Quem treinou ou foi treinado (o último o meu caso) sabe que (independente de ser ou não alta competição):
    1) há jogadores que são muitos bons num conjunto de acções e muito fracos noutras.
    2) há jogadores que teem prazer em treinar as coisas onde são melhores e detestam treinar as que não são. Outros são o contrário (por alguma coisa são os melhores)
    3) há jogadores que por mais repetições que sejam feitas, vídeos, conversas inspiradoras ou ao contrário raspanetes, humilhações… pura a simplesmente em situações de tensão… Voltam ao “condicionamento” e ações do passado
    – notem que muitas vezes são anos e anos e anos onde por serem mais fortes ou mais rápidos em escalões jovens ou outros contextos… pura simplesmente os comportamentos errados não se notavam

    Vejam as declarações do Jesus no fim e vejam como ele não querendo queimar o jogador directamente diz algo:
    – sofremos golo numa situação controlada, normal , onde não se pode sofrer golo.
    – o mandzukich não ganhou uma bola o jogo todos e não ganhou uma ao Piccini
    … Está tudo dito
    Para b

  6. Epa anda tudo a dizer que o Benfica ontem jogou em 4-3-3. Não querem escrever sobre isso? Até pode ser só um parágrafo: “O Benfica não jogou em 4-3-3. Jogou no mesmo 4-4-2/4-4-1-1 de sempre. Os jogadores é que eram diferentes e jogaram com instruções diferentes.”

    • Com momentos de 4141 na segunda parte, com o Fejsa a descer mais e Pizzi e Augusto lado a lado. Isto é malta do FIFA que já nem no FM se safa…

  7. “Dois lances inenarráveis na base das derrotas das equipas de Lisboa.”

    Caro Paolo Maldini

    Não esquecer do “frango” do Brahimi no lance do 1º golo do Leipzig.

  8. E o lance aos 13 minutos que termina com um remate do Salvio para fora? Bem trabalhado o lance pelo Grimaldo e pelo Diogo Goncalves. Ja a picareta do Salvio tem experiencia suficiente para saber que se tem deixado passar a bola o Pizzi ia apanha-la completamente sozinho e em posicao frontal! Enfim!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*