Krovinovic, um jogador especial

O croata por cá referenciado desde os seus tempos de Rio Ave, vai somando aos poucos minutos na equipa do Benfica, e mostra em cada acção e decisão ser um jogador diferente para melhor. Está com Grimaldo, Zivkovic e Jonas no quarteto que maior potencial tem para apresentar rendimento sempre elevado do ponto de vista ofensivo, tendo em conta o que é a sua tomada de decisão, velocidade de execução, criatividade e qualidade técnica.

O pouco tempo que tem em cada jogo tem sido o suficiente para mudar o cariz do mesmo, pela sua tomada de decisão. O controlo óptimo do ritmo do jogo, a fazer lembrar os médios croatas de nível mundial.

Num Benfica que mais uma vez só “gatinhou”, são jogadores com o perfil de Krovinovic, capazes de se associar aos colegas e fazerem descansar a bola, que fazem crescer uma equipa. Quanto mais rápido Rui Vitória o perceber, mais perto poderá estar o Benfica de subir de produção.

Para terem acesso a todos os conteúdos que por cá se produzem, e darem uma pequena ajuda tornem-se patronos deste projecto. Também com acesso à drive do Lateral Esquerdo, onde partilhamos “influências”. Recordamos que 1 euro mês será desde logo uma grande ajuda! Alternativa no lateralesquerdo.com@gmail.com.

 

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3767 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

5 Comentários

  1. Boas, Sou um leitor assiduo do blog desde ha cerca de tres anos. 1o que tudo gostaria de vos dar os parabéns pelo excelente trabalho neste espaço onde qualquer um que aqui venha sai sempre com um maior conhecimento sobre o jogo, o que é o que realmente interessa, ou devia interessar no futebol. Se possível gostaria de saber a vossa opinião sobre o motivo de Rui Vitoria aparentemente não ver o que todos já vimos… O jogo do Benfica com Zivkovic e sobretudo krovinovic melhora substancialmente. Não só pela qualidade individual destes dois jogadores mas pela imensidão de soluções que descobrem/oferecem aos colegas. Em relação a Zivkovic no meu entender Rui Vitoria estará a não saber gerir a quantidade de qualidade que o Benfica possui nas alas, não sei se por querer não ter jogadores insatisfeitos por terem poucos minutos então vai rodando as opções não criando assim rotinas necessárias para o melhor rendimento da equipa; o se simplesmente por incompetencia. Quanto a krovinovic a meu ver é uma situação ainda mais estranha, com o abaixamento de forma do Pizzi, com o Filipe Augusto (que acho um bom jogador) a não conseguir soltar todo o seu futebol que vimos principalmente no Rio Ave não acrescentando mais em 90 minutos que o Krovi em 10; não seria já mais que justificável uma aposta séria nele? Creio que o Rui Vitoria vê nele talvez um sucessor do Jonas, mas pelo menos contra equipas que jogam mais baixas e em organização defensiva um Meio campo a 2 com Fejsa e Krovi não deveria neste momento ser um solução a ser testada?

    Continuação de um excelente trabalho a todos no blog

    • João, obrigado pela atenção! Não te sei responder em relação ao Krovi… só que é muito craque e que comigo jogaria sempre!

  2. É mesmo verdade! Sempre que entra muda o jogo do Benfica!
    Mas entra para substituir Jonas, será assim que o Vitória o vê?
    A questão é essa, como jogar com os três juntos? Jonas, Zivkovic e Krovinovic? Quem segura o debilitado miolo da equipa? Se põem 3 no meio campo não há espaço para 2 avançados e Jonas sozinho na frente não faz sentido… Como fazer então? Eis a questão a que ainda não vi resposta.

  3. O Zivko rende mais na direita mas afunila muito o jogo. É raro fintar para fora e ir à linha. Ou aprende ou vai ter problemas no futebol sénior.
    Para mim jogava o Fejsa, Pizzi ou Felipe Augusto, Krovi ou João Carvalho, Ala Direito, Jonas ou Diogo e Ponta. E o Grimaldo fazia o corredor esquerdo. O Andre Almeida não passava do meio-campo 😉

  4. Parece-me que um dos principais problemas do Benfica está no Ponta de Lança.
    Tenho achado o Seferovic muito pouco disponível naquele ultimo momento para responder à solicitação na pequena área. Sem poder de impulsão nem posicionamento para responder aos cruzamentos por alto ou para aparecer no espaço de finalização.
    Pergunto, sendo o Jonas insubstituível neste momento mais pelos golos que pelos apoios que o caracterizaram nos últimos anos, não estaria na altura de subir e fixar o Jonas abrindo uma vaga para o tal terceiro médio Krovinovic, dando esses sistema mais hipóteses também ao João Carvalho de jogar mais minutos. Quanto mais não seja, estariam a colocar mais qualidade com bola no ultimo terço à custa de poder de fogo e presença física.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*