“Quem faz jogar bem… esses são os grandes” Pablo Aimar

Football Soccer - Eibar v Barcelona - Spanish Liga Santander - Ipurua, Eibar, Spain - 22/01/2017 Barcelona's Lionel Messi celebrates a goal REUTERS/Vincent West

Cada um joga 87 minutos sem a bola, então se consegues mover-te para que um companheiro faça golo, és um génio. Se consegues dar-lhe soluções e salvas-o … é bárbaro! jogas para a equipa! No final do dia, os melhores jogadores de futebol são os que fazem jogar bem os outros. E eu joguei com alguns assim… que não dizem nada, mas que te tornam melhor… quem faz jogar bem, esses são os grandes… mesmo que não tenham a notoriedade…

Pablo Aimar

O pormenor delicioso da bola que faz o defesa pensar ser possível interceptá-la… e que o faz perder uns centésimos mais de tempo que é ganho para que Paco Alcácer tenha mais condições para finalizar.

Leo Messi, o homem joga, faz jogar, marca, assiste, desbloqueia, define. Não há palavras que descrevam tamanha genialidade. Cada vez que a sua bota toca na bola acontece magia, por mais simples que pareça. Messi, o número seis, sete, oito, nove, dez e onze num só jogador.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3047 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

1 Comentário

  1. Apenas olhando para os jogos de Messi seria possível criar um blog (à semelhança deste), facilmente. É impressionante a forma como interpreta o tempo e o espaço, trabalhando ainda com a questão dos apoios e orientação corporal dos oponentes. Mais do que um na maioria das vezes. O melhor de sempre, sem ter visto todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*