Em noite de mais um horror, salvou-se um encarnado

Exibição horripilante, uma vez mais.

Um único ponto positivo no meio de tamanha mediocridade: João Carvalho. O seu nível técnico e de decisões fazem de João o parceiro ideal para jogar ao lado de Krovinovic à frente de Fejsa. E crescendo com melhores jogadores, o Benfica poderá entrar no campeonato, mesmo com tamanha indefinição táctica e mesmo com um plantel de nível inacreditavelmente baixo em demasiadas posições.

Rodrigo Castro
Sobre Rodrigo Castro 111 artigos

Rodrigo Castro, um dos fundadores do Lateral Esquerdo. Licenciado em Ed física e desporto, com especialização em treino de desportos colectivos, pôs graduação em reabilitação cardíaca e em marketing do desporto, em Portugal com percurso ligado ao ensino básico e secundario, treino de futsal, futebol e basquetebol, experiência como director técnico de uma Academia. Desde 2013 em Londres onde desempenhou as funções de personal trainer ligado à reabilitação e rendimento de atletas. Treinador UEFA A.

8 Comentários

  1. Muito isto.
    Mais do que a cueca, o que mais me impressionou foi que nenhuma bola saía dos pés dele sem uma ideia. Hoje foi o único a quebrar linhas em passe. Para quem fez hoje o 3º jogo oficial (dois jogos pela B) impressionou pela clarividência e à vontade para assumir e criar.
    De relembrar que antes de apostar no Jcarvalho, este ilustre técnico tem apostado (insistentemente) em Augusto e Samaris, e (timidamente) em Keaton Parks (foi convocado nos últimos jogos com o João na bancada). Posto isto, dada a preferência pelo físico do jogador em vez das suas ideias e decisão, parece me que em Janeiro sairá emprestado e facilmente entrará no XI de um equipa da primeira liga.

    • jogam em posições diferentes. Que c têm o Samaris, o F Augusto e o Keaton a ver com o João? Voces bem tentam mas acertar, ta quieto!

      • “Vocês bem tentam, mas acertar tá quieto!”. Deves me conhecer e eu não sei.
        Em relação ao comentário, não sei se tens visto os jogos mas o Parks quando entrou, actuou á frente de Fejsa com krovi (posição onde jogou o João no seu único jogo). Na equipa b, quando joga também o faz nessa posição (Florentino a 6 e Gedson ou Félix a completar o meio campo). Augusto, a maioria dos jogos que fez não foi a trinco (fesja tem tido uma percentagem bastante de alta de utilização), foi a segundo médio (meio campo a dois) e a 8 num meio campo a 3 (veja se o seu último jogo, em Moscovo). Samaris, sim quando joga, entra a maioria das vezes para trinco, contudo já jogou num meio campo a 3 com fesja a trinco (exemplo: Manchester e dragão). E no caso do Samaris, apenas referi para confirmar o perfil que o técnico mais aprecia. Ontem, por exemplo, João Carvalho estava no banco, no entanto quem esteve a aquecer na segunda parte foram Samaris e Parks (único jogador que aqueceu e que não entrou), o que mais uma vez confirma a preferência do técnico.

        • Vocês os que atacam o Vitoria quando podem e quando não podem.
          O João é um 10, um medio de ultimo terço e nao um medio defensivo como os que referiste. Joga no lugar do Krovi ou do Jonas. Como é habitual no Seixal, tambem sabe fazer as outras posiçoes do meio-campo. O Krovi é que poderá baixar para o lugar do Pizzi já que este, o Joao, tem mais qualidade e criatividade. Como vês, o teu comentário foi um bocado despropositado. O Krovi tem estado a entrar na equipa, e tem estado bem, logo o João vai ter de esperar.

  2. Eu acho que é muito wishful thinking. Já no Setubal foi altamente irregular. Acreditar que este jogador a titular resolve os problemas do Benfica, para já, é como acreditar que o Alan Ruiz algum dia vai ter regularidade suficiente para fazer parte do plantel do Sporting. Ainda precisa de muito trabalho.

    Se bem que, com a concorrência atual, não seria muito dificil imaginá-lo a entrar na equipa.

  3. É evidente há muitos meses. O resto já o Tomás disse o que havia para dizer. Antes deste jogo, o Keaton Parks (????) já tinha mais minutos na equipa principal do que o João. Se eu fosse o João tinha arranjado uma confusão que eles não imaginam, é que há ursos, há ursos, mas calma lá!

  4. É o melhor jogador do plantel, de longe! Tirando o Bernardo, sempre foi o meu preferido, mas tem qualidades que o Bernardo não tem, e vice-versa. Faz-me lembrar o Deco. Defendo sempre o Rui Vitoria mas para mim um treinador define-se pelo que consegue fazer de um jogador destes. Tem tempo.
    O Benfica começa a ter bom material para um losangulo 🙂 – mas não simétrico, com um 8 que ajude o 6, faça transição, cubra as costas do 10 para este poder arriscar, sirva de apoio, vire o jogo, que saiba explorar o seu lado qd puder, e apareça na área livre de marcação. Com um 10 (o João), um 7 à figo, metade médio metade extremo, ou médio e extremo, sem metades, que também ajude o 10, e o 8 já agora. Dois avançados, um mais fixo e o outro mais movel, a explorar a linha, principalmente a do lado oposto ao do Figo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*