Estratégia em cima do Modelo – Os pontos que Cardoso entregou no Dragão

Ser-se negligente no Futebol é estúpido, por muitos elogios que possam advir de uma postura aberta e corajosa

O modelo não pode ser tão fechado que não contemple comportamentos diferentes em função de diferentes estratégias. A menos que o propósito não seja vencer. Quando a única função é entreter, não haverá problema qualquer. Quando se fala do trabalho dos treinadores que estão a um nível médio alto, tudo tem de ser em função do aproximar a equipa da vitória.

Identidade não é jogar sempre com os nossos argumentos expostos. Nenhum grande general faria isso… Estratégia é utilizar o que temos de melhor…

Francisco Silveira Ramos

Na preparação de um jogo, e muito mais se do outro lado estiver uma força de nível bastante superior, o sucesso depende sempre da percepção dos comportamentos e características do opositor, para que se lhe consiga fazer frente. Será que o modelo deve ser fechado e contemple uma construção contra Bas Dost e Bruno Fernandes, ou Jonas e Pizzi, igual ao que faz contra Soares e Marega ou Aboubakar, jogadores que para além de chegarem rápido são extremamente agressivos e dados às tarefas defensivas?

A capacidade de provocar erros de uns e outros é igual? E se não, devo comportar-me igual?

Recordo a antevisão feita (aqui) ao clássico do Dragão que opôs o FC Porto ao SL Benfica, onde abordei o que presumia virem a ser opções diferentes tomadas pelos treinadores na fase onde se começa a definir a toada do jogo, pelas características diferentes dos jogadores que têm à sua disposição

…ao contrário, pelas próprias características de Jonas e de Pizzi e Krovinovic, dificilmente o Benfica optará por condicionar alto no campo a defesa portista, até porque tal implicaria que se alongasse mais no campo, sem ter garantias de sucesso sobre as bolas longas

A conferência de imprensa de Miguel Cardoso é uma lição, pela forma como demonstrou ter percebido os erros defensivos, não tão diferentes dos cometidos na Taça perante o Benfica, onde demonstrou os mesmos problemas no controlo da profundidade, embora o aproveitamento dos encarnados tenha sido substancialmente diferente, porque diferentes são os traços individuais dos seus avançados. Mas, não foi só sem bola que o Rio Ave se deu à “morte”… O próprio Pep Guardiola não terá avançado para Ederson somente pelo que acrescenta na componente defensiva, mas muito mais pelo que faz ofensivamente, nomeadamente pela forma como consegue contornar a pressão adversária passando por cima. Em dez jogos perante os cavalos, persistir em sair SEMPRE da pressão com uma espécie de regra em que a bola não pode subir acima do joelho, darão dez jogos com golos sofridos por perdas. E o problema não é nunca os erros que se cometem. Mas, o não ter percebido que seriam cometidos em função do nível e características de uns e outros. Eu não posso perder cinco a zero e escudar-me em cinco perdas dos meus defesas. E ai, nas suas declarações, Miguel Cardoso foi fantástico.

As ideias só são boas se tiverem boas probabilidades de ser bem sucedidas. Não são boas por si só. Não há um certo e um errado para todo e qualquer contexto… Se as probabilidades de ser fazer golo e ganhar são maiores quando se consegue fazer a entrada da bola nos espaços mais adiantados pelo chão, por ser mais fácil de controlar e enquadrar para posteriormente se poder chegar à finalização, também são menores quando se percebe que se em cada dez tentativas de chegar ao meio campo ofensivo com a equipa aberta, três ou quatro correrão mal, e se continua a optar por dar transições rápidas ao adversário com bola limpa e equipa aberta. Isso é apenas dar os próprios jogadores à morte.

Nós queremos e tentamos com todas as nossas forças assim. Mas, se não estiver a ser possível, o propósito não pode ser morrer com as ideias. É sempre não morrer. A menos que estejamos a falar de uma vertente puramente lúdica, sem qualquer importância para o (não) futuro desportivo de qualquer um dos intervenientes na partida.

Miguel Cardoso chegará a um grande em Portugal. E ai tornar-se-à cada vez melhor. Uma certeza, todavia, e para a qual terá de se ir preparando. Jamais conseguirá convencer centrais com estatuto muito elevado e que sabem perfeitamente as suas lacunas técnicas e de mobilidade a “arriscarem” dar-se à morte perante adversários rápidos e agressivos. E o guarda redes à primeira bola que queimar nos pés dos centrais, com as orelhas a arder do que irá ouvir destes, não mais o seguirá. Tudo no caminho é aprendizagem, e o treinador do Rio Ave, aberto ao conhecimento, chegará ao topo. Mas tem de estar “aberto” …

 

 

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3767 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

9 Comentários

  1. Completamente de acordo. É inteligente demais para ser tão fundamentalista. Não precisa de morrer com as ideias para continuar a ser corajoso!

  2. E eu que andei a procura do que o Sérgio Conceição fez diferente de Jesus e Vitoria, que anulou tao bem a saída do Rio Ave, nunca me lembrei eu do mais simples.. simplesmente são jogadores diferentes a pressionar.. ahahah

  3. Igual no es el lugar adecuado, pero agradeceria mucho si alguien conociera algun lugar en el que poder ver partidos de la Liga NOS que ya se han jugado… Quiero ver al Rio Ave!

    Un saludo, gracias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*