Onde encaixará Rúben Ribeiro?

Rúben Ribeiro, é um dos melhores da Liga na presente temporada, já por cá foi várias vezes referenciado. A sua qualidade com bola está bem patente na influência que tem em todo o jogo do Rio Ave. Criatividade, qualidade técnica, capacidade para definir. Muita inteligência.

No Sporting será candidato a um lugar à esquerda no 442, embora precise de aumentar a qualidade defensiva, porque em 442, o papel do ala sem bola requer muito mais cuidado com posicionamentos que em 433 ou 4231.

Adaptando-se acabará por libertar Acuña para a lateral esquerda, proporcionando a Fábio Coentrão períodos maiores para recuperar, e estar assim apto e no topo da sua capacidade para os momentos que Jorge Jesus definir como mais importantes na época leonina.

Comparativamente com o argentino traz muito mais qualidade com bola, critério e soluções ofensivas. Mas perde bastante nas tarefas defensivas, pela falta de agressividade. Terá que se mostrar disponível a todo o instante para o fechar de espaços, para que Jesus olhe para si como opção credível. É que o treinador leonino não concebe ter em campo quem não cumpra posicionamentos definidos.

Poderá surgir também como alternativa para segundo avançado, onde beneficiaria de não ter tanto desgaste físico no momento defensivo, quanto o que Jesus exige aos seus alas, pese embora a iminente contratação de Vietto faça perceber que não é para o espaço central que o treinador do Sporting imagina Rúben.

Recupero o video do seu jogo tremendo em Tondela:

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3767 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

7 Comentários

  1. Quando o Isco não tinha espaço todos perguntavam o mesmo no Real. No modelo de Jesus cabe nas duas posições mas eu gostaria de o ver a segundo avançado com B. Fernandes a 8.

    O Vietto vai ter de pedalar um pouco para entrar nas contas, não?

  2. O Podence vai continuar a ter o seu espaço, não tenho duvidas disso. Quem terá sido riscado de vez é o Alan Ruiz (e bem, já que era uma autentica nulidade). Assim, a frente de ataque ficará com Doumbia, Dost, Vietto, Podence, Gelson, Acuna, Ruben Ribeiro, Iuri Medeiros e Bruno Cesar. Resta saber onde vai encaixar o Bryan Ruiz, se a 8 ou extremo (apesar de me parecer que neste momento não tem lugar em lado nenhum). Esta época, se há algo que Jesus não se pode queixar é de falta de opções caso se confirmem as contratações.

  3. ruben não tem golo,que crie a lá joao mario a partir da ala,vietto tbem gosto(em Portugal e com o futebol do Jorge,acredito que sim),mas com a qualidade do teo tão cedo não chega ninguém a alvalade…e tirar o bruno das zonas de finalização não me parece a melhor solução…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*