Curtas de um grande Benfica em Braga

  • Comecemos por Krovinovic. É inacreditável o que joga o croata. Não falha uma recepção, um passe, uma decisão. Será totalmente inesperado se alguém que joga a este nível aos 22 anos, não chegue a um dos maiores da Europa. Faz uma equipa inteira jogar à bola com a sua qualidade. As suas decisões e gesto técnico está no início de cada um dos três golos encarnados;
  • Jonas continua a ser o melhor da Liga. Porque em cima do que cria, tem o golo. O segundo golo do Benfica a mostrar bastante bem a influência que tem no jogo. Recebe em zonas de criação, faz rodar a bola e ainda aparece para finalizar. Está a ter uma época de sonho em termos de números (golos – assistências), mas não é menos competente fora da notoriedade;
  • Rúben Dias, que defesa central cresce na Luz. Qualidade posicional soberba, sobretudo no que mais difícil é de definir – O jogo de controlo do espaço nas costas da última linha. É o seu primeiro ano de primeira Liga, mas facilmente se entende que o Benfica tem defesa central direito para a próxima década. Assim decida permanecer com o jovem;
  • Fejsa, provavelmente o jogador mais importante sem bola no jogo. A fechar os espaços, a equilibrar a equipa nas saídas dos defesas centrais ou laterais, mantendo a última linha compacta, e sempre a sair nos timings ideais para recuperar a bola. Se o Braga não conseguiu sair em transição após recuperar, foi porque Fejsa tapava a saída, e mantinha o Benfica em posse. Um jogo soberbo tacticamente;
  • Um grande Benfica na forma como condicionou o 3x4x3 em organização ofensiva, e um Braga a encontrar maiores dificuldades técnicas para sair dos lances com bola, do que aquela que é a qualidade individual normal da equipa de Abel. Roubos de bola e o Benfica a matar o jogo nas saídas rápidas.

Destaque final para as declarações de Rui Vitória e Abel, explicando o jogo! Vale muito a pena ouvir e entender o conteúdo das mensagens passadas na flash.

Rodrigo Castro
Sobre Rodrigo Castro 116 artigos
Rodrigo Castro, um dos fundadores do Lateral Esquerdo. Licenciado em Ed física e desporto, com especialização em treino de desportos colectivos, pôs graduação em reabilitação cardíaca e em marketing do desporto, em Portugal com percurso ligado ao ensino básico e secundario, treino de futsal, futebol e basquetebol, experiência como director técnico de uma Academia. Desde 2013 em Londres onde desempenhou as funções de personal trainer ligado à reabilitação e rendimento de atletas. Treinador UEFA A.

10 Comentários

  1. Uma andorinha não faz a primavera mas muito daquilo que o Benfica fez, ofensivamente, teve origem nas ações do Danilo.
    Abraço

    • lol??! este Benfica já vem de varios jogos atras… e não é só deste jogo.

      As coisas que se viu ontem com ainda mais qualidade, já se via aqui e ali em outros jogos… a começar no jogo do Rio Ave.. que os verdes ganharam sem ler nem saber… resultado super injusto.

  2. E um pequeníssimo Braga para quem tinha a oportunidade de ouro em subir ao pódio. Nada de novo pelo Braga. A postura que tiveram ontem vai ser totalmente distinta quando for o embate frente ao Sporting…ganham logo uma nova alma.

    • Tambem pode ser o resumo do jogo de ha 2 jornadas? “E um pequeníssimo SCP para quem tinha a oportunidade de ouro em deixar o SLB fora da luta pelo titulo. Nada de novo pelo SCP…” Nunca é mérito, basta ver esses 2 jogos para perceber q tacticamente o Benfica teve por cima de 2 das melhores de equipas de Portugal, porem uns sao acusados de abrir as pernas e os outros foi so azar. Este é dos poucos blogs wue sigo precisamente pq se fala do jogo, mas mesmo assim a malta n consegue ver e aprender com estes escribas.

  3. Mais uma vez foi “obigado” a colocar os melhores! Já só falta estar João Carvalho no lugar de Pizzi (não desfazendo o que o Pizzi já fez pelo benfica, mas o jc e melhor) e rafa no lugar do salvio (não desfazendo o que o salvio já fez pelo benfica, mas o rfa e melhor). Parece me um benfica melhor, muito melhor.

  4. O problema è que foi preciso perder meia epoca fazendo pe epoca em competição…

    Adorei tbem as explições sobre o jogo do Abel e de Rv , deviam fazer isso mais vezes em pt ,em vez de se ligar à peixarada do costume.

  5. Bom jogo na Pedreira.
    É um bocado inutil estar a dizer isto agora, e nem me fica muito bem, mas qd aqui escreveram sobre a antevisão do Braga-Rio-Ave, estive para comentar que o Benfica sairia para o intervalo a vencer o Braga por 2-0. Mas pensei que o Vitoria faria a pressao de maneira diferente. Não contava com o Jonas a pressionar o Danilo tantas vezes. O 343 é um sistema sem futuro. Tambem nunca teve um grande passado. No ano transacto foi utilizado mais vezes, parece-me a mim, porque é bom para desmontar o 442 clássico, sistema na moda no ano que passou.
    Mais um grande jogo do Craquinovic! É um bocado parecido comigo, não perde bolas, pensa o jogo, não se vai abaixo das canetas no fim das jogadas, o que acontece a muitos, e tem força e disponibilidade mental para parar, rodar, e recomeçar pelo lado mais imprevisível e que mais convém. Tem muitas qualidades de um 10 mas, na minha opinião, ainda lhe faltam algumas coisas. Vejo o João com mais rasgo no ultimo terço, mais criatividade (visão, imaginação e precisão na definição de lances mais difíceis.). Vejo o Craquinovic mais como um Modric, algures entre o 8 e o 10 (não tenho melhor maneira de explicar).
    O Pizzi continua à procura do que serão as suas novas funções, que tambem passa por se entender melhor com o Craquinovic, por se movimentar em função dele (e dos outros, claro está). Acredito que ande com um bocado de azia. Como não tem a pedalada, intensidade do Craqui para o vai e vem, nem a sua proteção de bola e acerto nas acções, tem de funcionar mais como o nosso Xavi, na compensação de espaços e no recuo para organizar através do passe. Deve-lhe custar porque ele até é bom nas triangulações à entrada da área, tem golo, etc, mas quando se ambientar, não necessita de deixar de fazer isso. Fá-lo-á é menos vezes, e tambem precisa que o Craqui (e/ou outros) compensem melhor as suas subidas – o que já começa a acontecer.
    O Salvio é um craque pela metade. Faz algumas coisas muito bem mas não sabe passar a bola. Tem uma valencia muito importante para este sistema: Pode funcionar como segundo avançado e tem disponibilidade física para ir fechar o corredor. Foi essa falta de disponibilidade por parte do Ronaldo que, na minha visão de fora, originou os problemas entre o Mourinho e o Ronaldo no Real. O Mourinho não pôde ou não quis adaptar-se ao que o Ronaldo tem para dar. O Jonas é um bocado parecido ao Ronaldo nesse aspecto.
    Já sei que o mais fácil será bater no ceguinho e culpar o Varela no golo. Não saiu bem mas aquela bola é do central. O Ruben até fez um jogo muito bom. Luisão mais um aninho no Benfica, portanto, para ir ensinando o(s) miúdo(s).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*