Rafael Leão, a gazela à solta para os três pontos

Qualidade incrível do miúdo que começa já na presente temporada a ganhar espaço na equipa principal do Sporting.

Tem o desequilíbrio dos predestinados.

Contra o Moreirense iniciou ele o resgate dos três pontos.

Assim foi o jogo de uma das maiores promessas do futebol mundial:

 

Rodrigo Castro
Sobre Rodrigo Castro 217 artigos
Rodrigo Castro, um dos fundadores do Lateral Esquerdo. Licenciado em Ed física e desporto, com especialização em treino de desportos colectivos, pôs graduação em reabilitação cardíaca e em marketing do desporto, em Portugal com percurso ligado ao ensino básico e secundario, treino de futsal, futebol e basquetebol, experiência como director técnico de uma Academia. Desde 2013 em Londres onde desempenhou as funções de personal trainer ligado à reabilitação e rendimento de atletas. Treinador UEFA A.

5 Comentários

  1. Aquela recepção orientada minha nossa.

    Poder físico, jogo interior, drible, acho que nem 18 anos tem.

    Vai ser assobiado vezes sem conta, mas será um segundo avançado incrível.

    Um abraço,

  2. Tem uma tremenda qualidade com bola, tem muita pouco qualidade sem bola ainda, embora eu acredite que poderá aprender muito com JJ. Mas nota-se que tem todos os “defeitos” dum avançado habituado a fazer pouca pressão aos defesas contrários.

  3. Só tem que correr e pressionar mais, não pode chegar com 18 anos à equipa principal e achar que pode simplesmente não ter qualquer papel na componente defensiva. Com bola, é um craque como há muito não aparecia no futebol português.

  4. No estádio pareceu-me que por vezes se alheia do jogo. Estou a lembrar-me de um passe longo (creio que do Coates) em que ele tarda a reagir por manifesta falta de concentração. Na recuperação após perdas de bola nem se fala. Demasiado para um jovem que acaba de chegar à primeira equipa e quer singrar. Tem de ter mais ambição. Mas que tem um potencial incrível, tem.
    Dito isto, se estivesse no lugar do JJ o Rafael Leão era titular no jogo de logo.

    ps: o Misic deixou-me muito boa impressão no pouco tempo que jogou. Pareceu-me ter bom posicionamento, rapidez de raciocínio e qualidade de passe. O JJ pode torná-lo num médio defensivo muito interessante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*