Tomané – provavelmente o melhor pescador da Liga

Em tempos Luís Castro questionou a imprensa, sobre se esperavam que passasse a jogar com dez a defender e um à pesca na frente.

São várias as equipas da Liga que o fazem. Não é uma crítica, apenas uma constatação.

Depois de ter entrado na Liga com ideias para um jogo diferente, a pontuação, sempre a maldita pontuação, abriu novos horizontes a Pepa. Hoje, o seu Tondela é uma das equipas mais difíceis de bater. É muito bem organizado defensivamente, mas a sua boa performance defensiva relaciona-se sobretudo com as opções que toma com bola.

Pepa preparou o Tondela para não descer. Para pontuar. Com bola, tudo o que parece importar é não a perder com menos de seis, sete jogadores atrás da sua linha, e por isso, o seu avançado, Tomané, tem uma tarefa incrivelmente árdua. Não recebe uma bola boa. Jogos e jogos consecutivos, a ter de “limpar” a bola para os colegas poderem jogar. E tantas são as vezes em que é bem sucedido, tendo em conta o tipo de jogo que lhe é proposto.

Não sendo especialmente alto ou demasiado robusto fisicamente, o avançado do Tondela demonstra que mesmo no jogo pouco elaborado, é a qualidade técnica quem mais ordena.

De todos os que andam à pesca de uma bola que lhe caía próxima, Tomané é o avançado da Liga.

 

 

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*