Nuno Manta Santos, e Tiago Silva – À procura de reeditar a História

Nunca o Feirense tinha garantindo a manutenção na Primeira Liga, até Nuno Manta Santos assumir o barco da Feira.

Tal foi conseguido pela primeira vez na história do clube na temporada passada. Para a presente época, Manta Santos herdou aquela que individualmente é muito provavelmente a pior equipa da Liga, talvez concorrendo com o Moreirense de Petit. E se o nível já era baixo, a partida de Etebo veio agudizar as dificuldades do jovem treinador.

Para além da parca qualidade, também o perfil dos seus jogadores não se adequa a quem pretenda impor um jogo de maior posse. De maior qualidade e ligações.

Manta Santos adaptou-se às condições, organizou e treinou uma equipa com um rigor no posicionamento defensivo como poucas outras na Liga. A proximidade de linhas, a forma como retira espaços, e como todos entendem os momentos para transitar do controlo para o pressing e vice-versa, provam a qualidade do seu trabalho, na vertente em que é mais visível e viável ao treinador demonstrar trabalho. Nos comportamentos colectivos sem bola.

Com bola, as dificuldades são imensas, mas há ideias. E a grande prova do quanto vê o jogo mais adiante, e do quanto tem capacidade para chegar mais longe, tem bastante a ver com o papel que guardou para Tiago Silva. O jovem talento cresceu sempre como um médio mais ofensivo. Na Feira, com Manta Santos, surge mais baixo, a tocar mais, a construir mais. A participar mais. Porque é desde trás que Nuno Manta Santos quer jogar, e para tal, viu-se obrigado a guardar um papel diferente para o jogador de maior potencial do Feirense.

Nas asas de Tiago Silva, e na organização de Nuno Manta Santos, o Feirense, procura pela segunda vez na sua história, não cair até à segunda Liga. A primeira vez que tal aconteceu, foi com os mesmos intervenientes, pois claro!

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3767 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

1 Comentário

  1. O Tiago Silva era um dos jogadores que eu acho que podiam substituir o A.Horta no Braga de Abel… Ao alcance do bolso Braguismo, e a jogar em Portugal não estou a ver outro. Excelente jogador que precisa de outros voos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*