Dalot – A estreia do TGV de Manchester

Diogo Dalot é um dos produtos diferenciados da nova geração de ouro do futebol português. Ainda com dezanove anos, estreou-se na maior prova mundial de clubes, a defender as cores de um gigante do futebol.

Ainda a denotar uma natural timidez em assumir maior destaque nas suas acções ofensivas, mas desde logo a demonstrar um conjunto de atributos que o farão marcar uma década no futebol. Desde as extraordinárias capacidades condicionais, à forma como aborda os lances e se impõe no seu espaço, seja com bola no chão ou no ar, no momento defensivo, ao potencial para partir todo um corredor em condução e drible, acelerando e definindo o momento oportuno de procurar os colegas em posição para finalizar na área.

Terminou o jogo com uma assistência para Lukaku, num golo que acabaria invalidado. Dalot será durante largos anos, a prova de que o saber treinar, comportar-se e preparar-se para o alto nível é cada vez mais determinante. E miúdos como ele, merecem chegar onde está.

 

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3418 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

4 Comentários

    • Já me conformei em como nem a segunda vinda do Cafu sentaria o Cédric, mas de resto acho que o Dalot tem um potencial acima dos restantes.

  1. Muito sinceramente, acho Dalot o melhor jogador formado no FCP na última década, acima de Rúben Neves.

    Não sei é se terá ido parar às mãos certas para o fazer evoluir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*