Dois pontos a voar na noite de, claro, Eustáquio

O médio flaviense rubricou uma exibição verdadeiramente especial, conduzindo a equipa transmontana até ao resgatar de um ponto que parecia perdido, pela forma como sempre sem qualquer erro técnico, ligou o jogo em organização ofensiva e em transição, com ideias e qualidade. A forma como já bem próximo do final teve clarividência para continuar a colocar a bola no chão e conectar todos os ataques da sua equipa, sempre aproximando a bola do último terço, foi determinante para que a equipa de Daniel Ramos tirasse pontos aos encarnados.This content is only available to subscribers. Please contact us at lateralesquerdo.com@gmail.com for details or visit our Patreon page

Já são quase 250 patronos!

Para terem acesso a todos os conteúdos que por cá se produzem, e darem uma pequena ajuda tornem-se patronos deste projecto. Também com acesso à drive do Lateral Esquerdo, onde partilhamos “influências”. Recordamos que 1 euro mês será desde logo uma grande ajuda! Alternativa no lateralesquerdo.com@gmail.com

 

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3385 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

4 Comentários

  1. Não li o texto todo mas o título parece-me certeiro. Pela primeira vez, digamos assim, gostei de uma equipa do D. Ramos, sobretudo pela coragem com bola, e o Eustáquio é um belíssimo jogador. No entanto voltamos à questão das ideias ou da falta delas por parte do Benfica, foi um jogo que apesar das contrariedades e dificuldades impostas pelo adversário dava para ter vencido nas calmas. Porque havia espaço para aproveitar, porque os jogadores do Benfica são muito melhores e porque era a ordem natural das coisas. Mas não. Cada posse de bola do Chaves era uma jogada perigosa.

  2. O meu SLB infelizmente não joga nada , uma pobreza… todavia tendo em conta o que vejo do lado do FCP e SCP , embora è sempre bom ter em atenção o Braga , acredito que seremos campeões

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*