Vantagem numérica e qualitativa – O dedo de Sarri

Quando à forte vantagem qualitativa, se junta o “dedo” do treinador num modelo ofensivo que mais do que potenciar e aproveitar as qualidades individuais de cada um, os integra e potencia de forma conjunta, o resultado é o brilhantismo.

O terceiro golo do Chelsea em Southampton é todo ele um reflexo da forma como Sarri, como antes Pep, decidiram mudar as características da Premier League. Uma delicia:

 

2 Comentários

  1. É fantástico. Em poucas semanas alterou completamente a forma de jogar de uma equipa. Torço muito por este Chelsea este ano. E pelo City, liverpool, Tottenham… Que grande campeonato.

Responder a Silva Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*