André – A barreira portuguesa que travou a/o Vitória

Estreia-se na presente temporada na Liga principal, depois do enorme impacto na segunda liga, onde provou ser o melhor na sua posição, um dos guarda redes mais competentes formados em Portugal, em vários anos.

Aos vinte e dois anos, e embora já seja figura de proa numa equipa da Liga, fica o registo pouco habitual, e de difícil explicação em jogadores de tal craveira, de ter sempre crescido longe das selecções nacionais.

André, que prima por ser um guarda redes extremamente equilibrado em todos os momentos, é muito rápido, forte na defesa da baliza, muito bom na sua tomada de decisão, pela inteligência e velocidade a que percebe o envolvimento, e extremamente capaz nas situações de 1×1.

Na partida que o opôs ao Vitória e em ano de estreia na Liga, tem sido assim:

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3697 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

1 Comentário

  1. Bom dia, eu, como adepto do Desportivo não concordo de todo. O André, apesar de ter estado bem com o Vitória, tem muitos lances que decide mal, socando muitas vezes para áreas que não deveria. As suas saídas, não são de todo o seu forte, não conseguindo em 95% das vezes agarrar ou tirar para uma zona que não cause perigo. Há diversos golos nos quais tem culpa, ainda recentemente contra o Sporting e contra o Nacional!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*