Xavier para o que der e vier

Inevitavelmente se olharmos para o Tondela deste ano, pensamos num dos seus maiores influenciadores, António Xavier, que fez a formação no Vitória de Guimarães e passou por Tourizense, Braga B, Feirense, Leixões, Marítimo (onde se fixou na primeira liga) e Paços de Ferreira.

É através dele e com ele que o Tondela patenteia as situações de maior brilhantismo. Tem se destacado na forma como endiabradamente faz as movimentações em profundidade, pela capacidade de tocar e se movimentar.

O canhoto aparece muitas vezes numa posição ótima para a concretização, falamos mesmo em situação de cruzamento (com 1,76), deduz-se que terá dificuldades em discutir pelo ar, mas ele tem a capacidade de simplesmente, “aparecer” nos sítios. Com um timing estonteante rompe entre defesas para finalizar, usando a antecipação como arma.

Tem uma capacidade técnica assinalável, deliciando-nos com as suas receções, cruzamentos/passes e claro, os golos de belo efeito. Mas, mais do que falar, o melhor é mesmo ver. Para os mais distraídos… Xavier. (vídeo com som)

Cruijff
Sobre Cruijff 7 artigos
Leandro Monteiro, desde muito novo é aficionado pelo estudo do futebol, fazendo-o enveredar por uma formação superior em Ciências do Desporto, indagando mais sobre a modalidade. Durante a realização do mestrado, juntou-se ao plantel profissional dos seniores do Sporting Clube da Covilhã, onde esteve a trabalhar durante sete anos. Neste, aliava a coordenação do scouting, com a preparação física, a observação dos adversários e da própria equipa, sendo treinador principal dos juniores e equipa sénior B. Deste percurso destaca-se o facto de na equipa B, ter sido o treinador mais novo campeão de Portugal em seniores, aquando da conquista do Campeonato Distrital. Alcançando na época seguinte a subida aos campeonatos nacionais, pelos juniores. Atualmente é analista de futebol. Contato: leandrocgmonteiro@gmail.com

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*