Florentino Luís, o homem que se segue

O decréscimo abrupto de rendimento de Fejsa, e a falta de nível de Alfa Semedo para a realidade Benfica, fez recair muitas das esperanças encarnadas num menino de noventa e nove, que tem feito um percurso deveras interessante, e que culminará rapidamente com a integração no plantel principal do SL Benfica.

Florentino tem sido habitualmente o médio mais defensivo nos escalões por onde tem passado, representando o clube ou a selecção nacional. Prima pela agressividade defensiva, e capacidade de leitura sem bola, que lhe permite ser um jogador de equilíbrios, também capaz de vencer duelos e roubar bolas no metro quadrado que ocupa. Não se resume, porém, à sua competência sem bola, as qualidades do jovem português.

Mais ágil que Fejsa, dotado de maior qualidade técnica, embora não seja um criativo, tem pouco erro e consegue preservar a bola mesmo na pressão adversária.

A percentagem de acerto das suas acções é elevadíssima, embora seja bastante mais um jogador de toque simples do que propriamente um desequilibrador desde a primeira fase.

Com maior maturidade competitiva, estará pronto para ser o médio mais recuado do SL Benfica na Liga NOS. Eis Florentino:

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3698 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

3 Comentários

  1. Perante a concorrência, a sua titularidade é inevitável e só peca por tardia.
    Apenas um apontamento: toque simples e desequilibrador não são necessariamente opostos. 🙂

  2. O decréscimo abrupto de rendimento de Fejsa… Começa bem o artigo… É verdade que não estava ao mesmo nível, mas quase ninguém na equipa estava. Temos que esperar que recupere da lesão. Todas as características aqui descritas vejo-as no Gedson, por isso vamos ter calma… Ah, e de preferência, renovar com o Samaris!

    • Samaris… Acerta uma em dez. Pensa que joga muito mais do que sabe e compromete vezes sem conta. Dá porrada a mais. Por favor DESPACHEM-no!

      saudações desportivas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*