Super Wings Equipa – “E quando perdermos a bola?”


“Às vezes quem não entende o que dizemos, fica com a ideia de que o Benfica é uma equipa de transições. Não! Nós queremos ter a bola, queremos construir a partir de trás, e uma equipa só consegue ser mais equipa tendo mais posse. Mas, a base de tudo que é… e o momento em que perdemos a bola? Não há nenhuma equipa do mundo que quer ter bola e que tenha uma transição defensiva fraca. Então temos de trabalhar esse momento. Quanto mais bola recuperarmos a bola, mais temos bola. Não vamos dividir as coisas, porque as coisas estão interligadas…. O jogo não se parte!

Bruno Lage

Num trabalho do Diário de Notícias para o derby, já havia mencionado ser esta a grande diferença entre a obra de Bruno Lage e a de Marcel Keizer.


Pedro Bouças, treinador e autor do blog Lateral Esquerdo, que identifica o treinador do Sporting como tendo um “claro traço holandês”: “A Liga holandesa é um pouco assim, muito caótica, com muitos golos, porque as equipas quando atacam não pensam no momento seguinte.


Diário de Notícias (aqui)


Pedro Bouças não tem dúvidas em classificá-lo como “um treinador da nova vaga”, considerando que Lage “inspira-se muito naquilo que são as equipas de Guardiola” e explica porquê: “Procura retirar ao máximo a aleatoriedade do jogo, dotando a equipa de argumentos para cada momento do jogo. Dá primazia pela posse, reação rápida na perda da bola e organização cuidada


Diário de Notícias (aqui)


“Enquanto Keizer tem tido dificuldades para operacionalizar os restantes momentos de jogo, nomeadamente a sua ligação, e o Sporting é uma equipa que com bola não se prepara para a perder, Bruno Lage muito rapidamente conseguiu um modelo mais harmonioso, com competências também nos momentos de transição. Em suma, quando a equipa de Lage ataca, está também preparada para defender e vice-versa. O que não acontece com o Sporting”, acrescenta o Bouças.


Diário de Notícias (aqui)



Essa imagem de marca [da recuperação rápida após a perda] ainda não está, de acordo com Pedro Bouças, implementada no Sporting, pois identifica que é após a perda da bola que “o Sporting tem sentido mais dificuldades”, nomeadamente “na reacção e ganho rápido da bola” e “na forma como posteriormente defende os contra ataques


Diário de Notícias (aqui)

A diferença táctica entre ambas as equipas é contudo, bastante maior do que apenas os momentos de transição. Também em Organização os comportamentos colectivos de uns e de outros são totalmente díspares (ler o texto – A estratégia dos pés trocados que marcou o derby (aqui). Nota – primeiro parágrafo alterado posteriormente em função de um pedido de alguém que muito estimo.

Comparar com comportamentos encarnados:

O “excitante futebol de autor” de Marcel Keizer nunca existiu, e ao treinador com pior percentagem de pontos somados pelo clube leonino desde o belga Vercauteren, resta encontrar uma forma de disfarçar debilidades gigantescas do ponto de vista colectivo.

O melhor do futebol é no entanto, esta capacidade que tem para nos surpreender. Foi assim com os resultados iniciais de Marcel Keizer (não ignorando que defrontou Aves, Nacional, Quarag, Lusitano de Vildemoinhos e Vorlka, nesse tal período), e tantas vezes é assim nos derbys!

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3614 artigos
Pedro Bouças - Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

7 Comentários

  1. Muy buena comparación entre la línea defensiva de Sporting y Benfica. Analizando el partido hoy, lo que más me gustó del equipo de Lage fue su buena presión tras pérdida, muy buen timming y acoso a poseedor y posibles receptores. Además, en los momentos en los que SCP superaba la presión, los comportamientos de los centrales fue óptimo (al contrario que Coates o André…)

    Si os quereis pasar por mi twitter (CarlosGarcia09), he realizado un analisis de este momento (Pedro, contigo se aprende mucho).

    Un saludo.

  2. As polémicas terminam aqui!! Os comentários estavam todos a passar sem moderação, mas há limites para o lavar de roupa suja!
    Aqui só futebol!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*