Desculpa Marega, não és tu, sou eu; Mathieu – Provavelmente a melhor exibição de um central na última década em Portugal

Uma exibição que roçou a perfeição

  • O comportamento do controlo da profundidade (sem apoio dos colegas que nunca perceberam o que se passava) que impediu por uma mão cheia de vezes que os jogadores do FC Porto se isolassem perante Renan;
  • O espaço nas costas de Acuña;
  • Os duelos que impediram os golos azuis
  • A defesa dos cruzamentos
  • A saída para o ataque

LIGUE O SOM, perceba e delicie-se:

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3614 artigos
Pedro Bouças - Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

10 Comentários

  1. O Bruno Gaspar foi passear ao Jamor. Sempre mal posicionado. Num jogo destes em que se pde concentração máxima como pode estar sempre no sítio errado? Serão comportamnentos não treinados? falta de rotinas de controlo de profundidade ou é mesmo a qualidade defensiva do Bruno que é má?

  2. Foi a mensagem que enviei para o meu melhor amigo (tirando o meu irmão), que é sportinguista ferrenho, ainda o jogo não tinha acabado. Absolutamente estrondosa! Ao meu pai, que só viu o prolongamento, disse-lhe: Isto hoje foi o Mathieu contra o Porto.
    Nunca percebi as criticas que lhe faziam no Barça, quando ainda via alguns jogos deles.
    Curiosamente, ou talvez não, foi quando ele se lesionou que o Sporting se foi abaixo.

  3. É tão evidente a qualidade acima da media do Mathieu, como a falta de qualidade na tomada de decisão dos jogadores do Porto dentro deste jogo, principalmente no ultimo terço do terreno de jogo. Os lances mais obvios são o que estão demonstrados neste video aos minutos 1:50 manafa conquista espaço na profundida, a linha defensiva do sporting vai toda com Marega e Soraes e estão Herrera e Brahimi com todo o espaço na zona do penalty e ao minuto 4:05 um cruzamento inconsequente quando pode fazer um passe entrelinhas a criar superioridade numerica as costas da defesa.
    Por muito que possa ser destacada a exibição do Mathieu, a incapicidade de atrair a atenção do mathieu para um lado e ir explorar outros espaços foi por demais evidente.
    Parabéns pelo vosso trabalho, é um gosto aprender a falar de futebol com voçês.

  4. Maldini,

    Quais as lógicas de transição e organização defensiva do Keiser que identificas?

    Olhando para o que parece ter sido a preparação das equipas por parte de ambos os treinadores, podemos concluir que o Keiser ganha a taça acima de tudo por sorte e/ou capacidades individuais de um ou outro jogador e não por mérito do trabalho do treinador?

  5. Sem tirar mèrito ao Mathieu , que fez uma exibição incrìvel , mas tivesse o Marega ao longo de todo jogo decidido em boas condições as jogadas que ele teve , e que não foram poucas e não eram assim tão dificeis, provavelmente hj não se estaria a fazer um post elogiando a boa exibição do frances… o FCP mereu ganhar dentro de campo mas se houve jogo em que se percebeu a dificuldade e falta de qualidade de decisão na linha atacante do Porto foi este da taça , diria que este jogo resumiu a època inteira do FCP, muita paixão , muita alma , entrega e dedicação ,mas por vezes falta cabeça…

  6. É um grande jogador este Mathieu mas, acima de tudo, foi um jogo tenebroso. Valeu pela competitividade que já é qualquer coisa.

  7. É sem dúvida um extraordinário jogador, este Mathieu. É um prazer vê-lo jogar.

    Agora noutro plano de análise, olhando para o vídeo conseguimos perceber a pobreza colectiva da equipa do Sporting que não é mais que um conjunto de onze jogadores. A linha defensiva constantemente desalinhada e desorientada, sem quaisquer referências colectivas.

    A carreira de Keizer em Portugal é salva por um inimaginável Bruno Fernandes e pelo regresso de Mathieu. É verdade que os valores individuais da equipa do Sporting não são próximos aos dos rivais, mas a falta de trabalho colectivo só serve para afastar ainda mais a equipa do topo.

    No fim de contas, acaba por se considerar uma época positiva por duas vitórias em penalties quando a equipa está afastada do campeonato desde Janeiro e é eliminada da Liga Europa por uma equipa que lutava para não descer em Espanha.

    Palavra também para o Porto que com um plantel que, tendo as as suas lacunas, acaba por não produzir o suficiente para valores como Brahimi, Corona, Oliver (que desperdício…) , Pepe, Casillas e Militão lhe seria exigível.

    Não consigo deixar de pensar o que poderia fazer Jorge Jesus com estes jogadores na mão.

    • Marcel Keizer é o melhor treinador do Mundo, ninguém faria melhor com o plantel mediano que o Sporting têm, talvez o pior das últimas 6 épocas, entrou em Novembro, sem pré-época e mesmo assim venceu 2 taças, ganhou 80% dos jogos da Liga, só na Liga Europa podia ter feito mais, dizer que fez pouco com este plantel é para rir.

      O Sporting tem um plantel inferior aos rivais, temos problemas defensivos, mas devem-se a mediocridade dos laterais e do meio-campo.

      Só quando Keizer ganhar 10 títulos no Sporting é que vão dar valor ao homem.

1 Trackback / Pingback

  1. Coordenação da Última Linha – Definição de Espaço e momento para Contenção – Lateral Esquerdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*