Vamos chamá-los – A saída dentro da própria grande área

O Mundial sub 20, marca o início da nova regra do jogo em território Europeu.

A equipa que ataca pode agora receber a bola na sua grande área, enquanto a equipa que defende tem de aguardar fora desta pela reposição da bola em jogo para poder lá entrar.

Segundos preciosos que permitem então receber a bola de frente para o jogo sem ser pressionado, ao contrário de quando a bola teria de percorrer toda a área até chegar a quem a receberia.

Os primeiros momentos serão naturalmente de expectativa para quem terá que defender as novas situações, porque em posse há quem procure surpreender.

Assim saiu a Itália para o ataque contra o México. Pressão que não percebeu que portador iria receber de frente e portanto com capacidade para decidir, nem a superioridade numérica adversária, e o campo abriu avenidas até a Itália encontrar espaço para entrar em zonas de criação.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3558 artigos
Pedro Bouças - Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

4 Comentários

  1. Quem tiver os defesas mais evoluídos tecnimanente vai partir léguas à frente no que diz respeito ao que aí vem.

  2. Honestamente, acho que as equipas menos evoluídas não irão pressionar tão em cima, porque senão, principalmente até se começarem a arranjar maneiras eficazes de defender este tipo de saída de bola, isto será um regabofe de desorganização e de criação de espaços logo desde a área. Creio que até haver armas para combater isto muitas equipas continuarão com o bloco baixo ou médio baixo, à espera da outra equipa no meio do campo ou menos ainda. Não sei o que acham, mas sinceramente não me parece que haja por aí treinador de equipa limitada que arrisque muito em pressionar à saída da área contrária. Agora, estou curiosissimo para ver o City a sair desta maneira e a defender esta saída de bola também. Mais curioso estou, em pulgas, direi até, em ver Klopp contra Guardiola com esta nuance extra. Desculpem pelo longo comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*