Curtas do FC Porto no Algarve

No primeiro jogo televisionado da equipa de Sérgio Conceição, foi possível confirmar o expectável. A equipa azul prepara-se para manter a sua matriz táctica:

  • Muita verticalidade e procura de chegar rápido à frente;
  • Marcano é um upgrade ofensivo notório – Tem a vantagem de ser um pé esquerdo com qualidade técnica, que faz a diferença no curto e no longo;
  • Várias Diagonais longas por parte dos centrais. Sensação de ter sido um recurso ainda mais utilizado na partida desta noite;
  • Nakajima ainda a precisar de evoluir no momento defensivo – Posicionamento muito fora, com pouco pormenor a ser muitas vezes batido na pressão;
  • Linha a consentir espaço nas costas dos laterais – Permitiram entradas por tal espaço;
  • Saravia com dificuldades gritantes defensivas;
  • Corona e Otávio capazes de criarem, mas ainda longe da regularidade pretendida;
  • Diogo Costa a mostrar ser um upgrade muito importante na saída em construção pela facilidade com que joga com os pés;
  • Sérgio Oliveira não tem a rotação de Herrera, mas mostrou-se capaz de acrescentar pausa em posse, enquanto Danilo foi o “monstro” habitual que domina por completo uma zona muito alargada do campo, onde recupera bolas sem fim e… joga – Entrega.
  • Fábio Silva – Estreia aos 16 anos!

1 Comentário

  1. Saravia assusta. Nakajima assim, com SC, vai ter enormes dificuldades de jogar com regularidade (Oliver 2?). Diogo Costa irá ser o titular, ou venha Trapp ou outro qq, é pra jogar nas taças? Fábio Silva é só para inglês ver, nunca será aposta de SC.

Responder a Gil Von Doellinger Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*