Rápidas da goleada do FC Porto

Foram dois anos de um Porto extremamente competitivo, a somar imensos pontos, e que mesmo tendo nascido da mente de Sérgio Conceição e das características dos seus jogadores, um Porto que se destaca mais pela forma como desgasta fisicamente opositores com o seu jogo veloz, vertical e pressionante, em detrimento de um jogo mais pausado e pensado, tem sido incompreensível como se pretendeu muito cedo fazer o “funeral” a uma equipa, que repito, é extremamente competitiva e que irá sempre fazer muitos pontos na Liga NOS.

  • Fórmula Dragão encontrada – Corona à direita, porque em ataque organizado o lateral portista está sempre projectado e funciona como um extremo, e poucas serão as equipas que no Dragão conseguirão remeter o mexicano para o processo defensivo – Falta perceber valências de Corona para jogos de natureza mais competitiva onde o pormenor defensivo importe;
  • Posicionamento assimétrico de Baró com Diaz no ataque do FC Porto – Baró como terceiro médio, próximo de Uribe e Danilo; Diaz como terceiro avançado ao redor de Marega, tal como Zé Luís. O português esteve apagado e valeu sobretudo pelo trabalho sem bola. Já Diaz demonstrou ter um potencial incrível – Passada Larga – Veloz – Qualidade de drible, de recorte técnico e finalização – Promessa de se tornar figura da Liga;
  • Zé Luís mais preocupado com o espaço entre linhas do que Marega, que tentou esticar sempre o jogo com os seus movimentos a pedir nas costas – Contudo, é a finalizar que Zé Luís tem argumentos que impressionam – A forma como recebe com o corpo mal orientado impede-o de conseguir dar seguimento às bolas que chegam da fase de construção – Porém, recebendo de frente próximo de finalizar é um verdadeiro perigo! Continuará a fazer golos – Mais um jogador do FC Porto verdadeiramente bom no ar;
  • Grande jogo de Danilo: Impressionante como fica com todas as bolas, e como mesmo quando se aventura e até fora de tempo, progredindo em posse, consegue manter mesmo não criando. Com Uribe foi um elemento determinante na pressão do FC Porto e nos momentos pós perda;
  • A estreia de Uribe foi discreta, mas o médio demonstrou desde logo bom conhecimento do jogo defensivo – Bons timings de pressão, andamento sem bola e simplicidade com esta. Útil.
Ataque Organizado do FC Porto – Assimetria Diaz – Baró; Laterais projectados; Três jogadores por dentro em zona de criação – Diaz ao redor do ponta
Saída em Construção – Posicionamento interior e entre linhas de Diaz
TRANSIÇÃO OFENSIVA – Recuperação em Zona de Pressão – Corredor Lateral, e movimento de ruptura de Marega para corredor de onde vem a bola; Diaz chegou à frente para finalizar o contra ataque
Zona de Pressão do FC Porto – Passe Central para Lateral activa pressão e HxH nas imediações da bola – Assim recupera e sai rápido para Contra Ataque
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3685 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

6 Comentários

  1. Maldini, a tua presença no canal 11 está a deixar-te próximo do FCP?

    Gostei da exibição do Semedo e do Fernandes, continuam a ser os esteios do Setúbal, clube sempre cumpridor e zeloso da concorrência leal.

    • Cada tiro, cada melro.

      Semedo não jogou por acumulação de amarelos, Vasco Fernandes saiu para a Turquia de modo a fazer o seu último grande contrato.

      Mas é tudo uma cabala claramente. O Setúbal é uma autêntica filial do Porto…

    • Santa besta ordinária. Enfim. Tanto campo para lavrar e esta passarinha a vomitar fake news. Adiante.
      O que achaste do posicionamento do Naka, qdo entrou?
      Abç e parabéns pelo canal 11 🙂

  2. Boa tarde,

    “tem sido incompreensível como se pretendeu muito cedo fazer o “funeral” a uma equipa, que repito, é extremamente competitiva e que irá sempre fazer muitos pontos na Liga NOS.”

    Quem pretendeu? Nos programas da CMTV e outros do género? Não se deve ligar a isso.

    Sobre o que tem sido o FC Porto nestes anos de Sérgio Conceição, havia muito a dizer, pela positiva e negativa.

    Uma ideia de jogo que me parece terrível para aquilo que é um clube como o Porto, num campeonato como o nosso (e em termos de projecto, para aquilo que é o clube e a sua sustentabilidade).

    Dá sempre para ver por diferentes perspectivas, aquilo que tem sido este Porto com Conceição. Acredito, que Nuno Espírito Santo, tantas vezes posto em causa (funerais), a entrar na época que entrou Sérgio, com o trabalho que apanhou principalmente em termos de estabilidade defensiva, já teria mais títulos e principalmente uma equipa de presente e futuro. Mas isto são os “ses”.

    Por falar em “ses”, gostaria de ver o Kaiser com jogadores que tem FCPorto e SLBenfica. Não vamos crucificar o homem, realmente o que tem é muito curto. E se os títulos são o que interessa, conseguiu mais que JJ, com equipas francamente melhores. Mesmo que JJ me pareça superior no plano técnico – táctico.

    São tudo opiniões, importante nunca deixar de relembrar que “podemos” estar por dentro do jogo, mas vemos tudo à distância, à mesma distância que vêem os comentadores da CMTV.

    Cumprimentos.

  3. Eo guarda redes? Não merece sequer uma referência?
    Foi o melhor e mais decisivo jogador em campo.
    Vejamos:
    Com uma defesa monumental, evitou o 1×1.
    Com 2×0 fez, a defesa da noite.
    E tem sido sempre assim desde que chegou.
    Por onde andaram os olheiros para o não verem.
    Que arranje o Jorge Mendes para empresário e vaĺe €80.000.0⁰0,00.
    Dos guarda redes que conheci no FCP, só pode ser comparado a Vitor Baía, ou requando mais, com o Grande Américo.
    A melhor aquisição.
    Eu defendi o lançamento do Diogo Costa, não se comprando qualquer guarda redes, ou indo buscar o Cláudio Ramos ao Tondela, que é dos melhores portugueses da actualidade.
    Mas perante o que fez, o Marche vale ouro.

  4. Acho que tu é que pretendes fazer algum funeral, só não percebo é qual. Quem é que anda a fazer o funeral ao FCP, dá para lançar um nome ou uma ideia concreta? Mas agora ter opiniões diferentes sobre a forma como o treinador mete a equipa no campo e as decisões que toma é querer matar alguém? Sinceramente o SC é que tem sido levado ao colo no LE desde a sua entrada no clube, quase não se admitindo outras opiniões – até parece que não gostar desta equipa do FCP é um crime ou algo parecido. Na época passada, em Dezembro já eram campeões. Tenham lá calma que amanhã ou depois já estarão no Canal 11 outra vez. Sobre este jogo, não é possível tirar grandes ilações tendo em conta o penoso adversário. O Setúbal é um plantel e uma equipa terrível neste momento. Mantenho a sensação de ser um dos plantéis mais fracos do FCP nos últimos largos anos (e com negócios com pouco potencial pelo meio) mas internamente serve para despachar 90 por cento das equipas com três ou quatro golos. E ainda há espaço natural para crescer com a juventude – eu gostei de ver o Romário e gostaria de ver o T. Estebes a titular – e um ou outro reforço (também aprecio o Luis Diaz).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*