A prometedora equipa de sub 23 do Sporting

Iniciou a Liga Revelação em grande estilo, com uma vitória sobre um prometedor Braga, e dois inequívocos grandes resultados nas jornadas seguintes. Tudo isto num ano em que o clube apostou bem mais no potenciar do jogadores com o intuito de os ajudar (pela sua evolução) a chegar à equipa principal, do que em conquistar o título. Por isso esta equipa do Sporting é bastante mais jovem que a do passado, e terá também bem mais jogadores a chegar à equipa principal do que o plantel que formou na temporada transata.

Fique a conhecer alguns dos nomes dos mais jovens (ainda com idade júnior) que compõem o plantel leonino:

Joelson Fernandes (2003) – Extremo de grande capacidade de desequilíbrio, a fazer recordar os grandes extremos que o Sporting produziu em anos passados. Drible e finalização de um jovem prodígio.

Rodrigo Fernandes (2001) – Médio Centro, com capacidade para jogar como médio mais recuado ou como interior, com um nível técnico muito elevado, traz ligação ofensiva muito importante, mesmo que em raio de acção nem sempre largo.

Bruno Tavares (2002) – Extremo de pé canhoto, muito capaz de nas diagonais para dentro definir em zonas de finalização. Tem potencial para chegar à equipa principal no seu devido tempo e por lá se fixar.

Hevertton Santos (2001) – Lateral direito, que cresceu também no corredor central. Daí não ser um surpresa o seu critério e inteligência em posse. Qualidade técnica mas também posicionamento e capacidade para acelerar. Um líder silencioso com Sporting nas veias que se estreia no escalão de sub23.

Eduardo Quaresma (2002) – Defesa Central de grande protagonismo em todas as fases e momentos do jogo. Qualidade técnica e de decisões com bola, mas também com um perfil físico muito acentuado que lhe permite resolver também os duelos. É uma das promessas mais importantes do futebol nacional.

Nuno Mendes (2002) – Lateral Esquerdo que realizou a pré temporada com a equipa principal. Jogador veloz com boa cadência de passada, e argumentos técnicos. Crescerá bastante na presente temporada quer no controlo do espaço defensivo, quer na decisão com bola.

Gonçalo Inácio (2001) – Cresceu como defesa esquerdo, mas parece hoje ser aposta para potenciar como defesa central. Canhoto, o que lhe permite fazer coisas diferentes no início da construção, precisará agora de entender os estímulos da movimentação defensiva no corredor central. Concentrado e cumpridor.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3685 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

2 Comentários

  1. Incrível a qualidade dos sub-23 do Sporting e não falo só a nível de 11, o plantel globalmente é muito bom, vejo uma dúzia deles com qualidade para jogar na principal, incrível é como Marcel Keizer não vê que tem n jogadores melhores nos sub-23 que na principal.

    Diogo Sousa, Eduardo Quaresma, Tomás Silva, Matheus Nunes, Gonzalo Plata, Joelson e Pedro Mendes já deviam estar na principal desde a pré-época, uma pena que o Sporting tenha um treinador tão fraco na principal, Keizer é sem dúvida o pior treinador que vi no Sporting e no Futebol Português.

    Não tem o mínimo de perfil para orientar o Sporting, não existe capacidade de liderança, comunicação, conhecimento técnico-tático e aposta na formação, não vejo uma qualidade neste senhor.

    Keizer é tão conservador que até assusta, a qualidade devia estar sempre em 1ºlugar e não o bilhete de identidade.

    Os sub-23 tem muita qualidade, mas é inegável o trabalho que Leonel Pontes está a realizar, é o oposto de Keizer, tem capacidade de liderança, comunicação, conhecimento técnico-tático e facilidade em apostar nos jovens, vêem-se processos coletivos muito bem trabalhados, coisa que Keizer nunca vai fazer na vida.

    Keizer até com Mathieus, Coates e Acuna sofre golos em todos os jogos, uma equipa para atacar bem, tem que ser organizada defensivamente, ter um bom posicionamento na perda, para a recuperar e gerir os ritmos de jogo, senão o que acontece é ter sempre os jogos partidos, porque nunca conseguimos ter a bola.

    Leonel Pontes devia ser a solução, tem perfil e ia apostar em 5 ou 6 destes míudos, porque também trabalha com eles nos últimos meses.

  2. Ter jovens no plantel não é o mesmo que apostar na formação.
    Se virmos o plantel do Sporting até existe aposta em jovens mas não na formação, nomeadamente Wendel, Doumbia e Raphinha; aos quais podemos juntar Rosier, Plata ou mesmo Camacho (que apesar de de ser da formação saiu).
    Os únicos jogadores da formação que são alternativa é o Jovane, Miguel Luis e Thierry Correia, mas apenas como terceira alternativa.
    Para além do que vemos grandes promessas que mostraram qualidade na liga serem dispensados, nomeadamente Francisco Geraldes, Matheus Pereira, Mama Baldé, e outros nem oportunidade têm como Iuri Medeiros, Elves Baldé.
    Isto é que é apostar na formação?
    Estou para ver se com a saída de Bas Dost vai haver aposta no Pedro Mendes. Duvido?
    Pelo que se tem visto, Keizer não aposta na formação, por isso estou curioso para ver quando é que estes miúdos referidos no artigo vão ter oportunidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*