É diferente! Benfica salta para a liderança isolada com Chiquinho e um losango

Na página de patronos do Lateral Esquerdo havia referido que o crescimento do Benfica teria de passar por Chiquinho, enquanto mencionava o facto de em Tondela Seferovic ter perdido mais vezes a bola do que os passes que acertou.

É diferente! Com Chiquinho, é diferente! Salve a pouca réplica defensiva que o Portimonense ofereceu – Jogar com linha de cinco atrás, e mesmo assim nenhum dos elementos saltar para não deixar enquadrar quem recebe de frente para a defesa, é e foi um suicidio, e com isso permitiu mais tempo e espaço para que os quatro mais adiantados do Benfica pudessem definir.

Na dinâmica colectiva, saliente-se uma alteração – Na fase de Construção, ao contrário do 2+2 (Centrais + Médios Centro), que habitualmente em caso de necessidade se transforma em 3+1 com o baixar de Gabriel para a esquerda do Central Esquerdo, o Benfica apareceu com um losango na sua saída para o ataque. Gedson posicionou-se sempre como interior direito e Gabriel como interior esquerdo, enquanto Chiquinho nas costas de Vinícius deambulou pela frente de ataque em zonas de criação.

Não tendo sido uma exibição deslumbrante, a alteração proporcionou mais caminhos para a chegada ao último terço.

E no último terço é muito diferente ter Chiquinho do que não ter. É o jogador do Benfica com maior qualidade para jogar em qualquer um dos espaços da zona de criação, isto é, entre defesas e médios adversários. A qualidade da sua recepção, a ausência de erros técnicos, a interpretação que faz do jogo, sempre a decidir e executar a um nível elevado, tornam-o o jogar com mais potencial para render de todo o plantel – Nos espaços adiantados, diga-se.

Chiquinho, ao contrário de Pizzi, prova que é possível jogar-se na frente e ter indícies elevados de acerto – E não é porque arrisca menos! É porque tecnicamente, na velocidade com que executa e decide é de um nível superior aos colegas.

Também a saída de Seferovic da equipa foi uma boa surpresa que poderá ter contribuido para a maior fluidez do ataque encarnado. O suiço para lá de inapto a finalizar, ainda é menos capaz de oferecer qualidade na hora de procurar os colegas.

Um ano e meio tem a primeira aparição de Chiquinho no Lateral Esquerdo (aqui) – Jogava na Académica. Quem diria que ainda era melhor do que o tamanho dos elogios que lhe dirigi na altura


“A qualidade do gesto do seu primeiro toque é absolutamente delicioso. Com ele desmonta a pressão adversária, e faz recordar médios de outras galáxias. Um craque é assim, tem uma percentagem de acerto incrível. Não perde a posse, não expõe a equipa, desmonta pressão e ainda cria.”


Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3682 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

3 Comentários

  1. Este “falso” losangulo já à muito que é praticado pelo benfica, que em várias fases altera o losangulo com o 442. Falso, pois um dos extremos passa a interior e creio ser sempre a melhor tactica a utilizar, pois permite controlo de bola e zonas de passe diferentes, obtendo-se corredores a utilizar. No jogo de ontem, fez muita falta a ocupação do espaço de “extremo” deixado pelo gedson. O ano passado era preenchido pelo felix, quando o benfica não tinha bola. Quando em ataque posicional, pelo DD. São estas “nuances” que tão bem o JJ deu a conhecer no seu 1ºano de benfica com ramires/di maria e aimar/saviola no apoio a cardozo, o nosso atual vinicius… Destaco ainda 2 ponto muito importantes no jogo apresentado ontem: 1º e negativo, o facto de se querer utilizar o vinicius em profundidade, coisa que não é o forte dele. O seu primeiro golo é excepção. O vinicius não tem condições para fazer piques desde o seu meio campo até à baliza adversaria. Insistir nisto é queimar o jogador, onde neste aspecto e unico, o sferovic é melhor… 2º + A presença do Samaris, e principalmente com este tipo de adversarios é claramente uma solução muito melhor, pois permite temporizar e segurar a bola no meio, sendo uma alternativa na saida/construção. Permite a solidez com bola no meio campo e pautar o controlo do jogo, algo que o benfica vinha fazendo de modo acriançado, onde qualquer ala pegava no jogo, dava velocidade até a perder rapidamente. Este “pormenor” para mim explica o facto de o benfica estar a jogar tão baixo no terreno e permitir a equipa adversaria fazer pressing alto, onde o benfica têm caido na sua propria ratoeira… No jogo de ontem, faltou que o extremo (neste caso o cervi) estivesse posicionado mais alto no jogo. Creio tambem que o nº de jogos que o grimaldo leva pode ser prejudicial ao seu fisico e uma melhor gestão acho que deveria acautelada. O cervi no jogo de ontem era o ideal para LE.

  2. Eu, se fosse selecionador nacional, estaria felicíssimo. Tenho a certeza que irá mostrar que tem lugar nos 23 eleitos para o Euro.

  3. Finalmente já se viu um outro Benfica. Espero que seja para continuar. Tenho pena de o RDT não estar a ser utilizado, mas chiquinho e vinicius fizeram uma grande dupla. So falta o rafa recuperar e entrar para a direita. De momento manteria o cervi a jogar, porque tem estado bem.

    Agora, não consigo entender ainda a quantidade de bolas perdidas, passes errados. Ou melhor, até se percebe, pela falta de qualidade dos jogadores. Mas será que isso não consegue ser trabalhado? Passar quando há boas condições?

    Espero que tenha surgido o clique ao Bruno Lage e que o Benfica consiga aumentar o nivel exibicional que vinha a apresentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*