Amor à primeira vista

Alguma vez acreditaram ou ainda acreditam em amor à primeira vista?

Há aqueles jogadores que não consegues muito bem explicar o porquê, mas a forma como tocam na bola, como com apenas um movimento que mais parece um qualquer passo de zumba e sem tocar sequer na borracha deixam pelo caminho um adversário. A forma incrível como prioriza em zonas de criação quase sempre o passe vertical e depois de o executar progride para ir mais à frente dar sequência… Claudinho!

Da Geração de 97, cresceu no Santos e saiu para o Corinthians, onde encantou Tite com apenas 18 anos, mas acabou por não se conseguir impor. Emprestado a vários clubes de divisões inferiores e sem notoriedade chega agora ao Brasileirão como um dos craques do excitante novo projecto da Red Bull – Bragantino. Inserido num modelo que priorize a posse, a pausa e a criatividade no ultimo terço poderá ter um enorme futuro! A seguir de bem perto!

Dejan Savicevic
Sobre Dejan Savicevic 87 artigos
Ricardo Galeiras Treinador, apaixonado por desporto, futebol e treino. Experiência em campeonatos nacionais na formação e atualmente ativo no futebol sénior. Colaborador na área de scouting e análise de jogo, com vários treinadores e equipas do campeonato nacional da Primeira Liga. Contacto: galeiras@gmail.com

5 Comentários

  1. Muito obrigado por analisar o futebol brasileiro.
    Em relação ao Claudinho, ele é um bom jogador, porém este tem de ter mais intensidade durante a partida, ou seja, ele movimenta pouco para dar opção de passe.

    • Não conhecia o jogador e dei por mim a pensar isso apenas com este vídeo. Ainda por cima não é um jogador possante, se não tiver intensidade nunca dará o salto.

Responder a Ricardo Farinha Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*