Alimentar Andraz Sporar

FUTEBOL - Sporar , jogador do Sporting , no Sporting vs Maritimo, referente a 18a jornada da Liga 2019/20, no Estádio José Alvalade, em Lisboa. Segunda 27 de Janeiro de 2020. (CARLA CARRIÇO/ASF) SPORTING X MARITIMO - 18a JORNADA LIGA 2019/20

Com uma impressionante média de golos marcados no campeonato da Eslováquia e na própria Europa League, inclusive contra o Sporting de Braga, Sporar ainda procura balançar as redes na Liga NOS.

Mas, como tem sido alimentado, e que impacto tem tido?

Eis o jogo do Esloveno na recepção ao Portimonense:

As bolas que entregou, e de onde lhe chegou – PARTICULARIDADE IMPORTANTE – Mathieu foi o jogador que mais o procurou – não necessariamente por cima, como comprova o video

Ainda que não tenha tido oportunidade para balançar as redes adversárias, a exibição de Sporar foi muito prometedora.

O posicionamento preparando Transições Ofensivas, caindo no lado da bola, os movimentos em apoio frontal e a qualidade com que conseguiu no gesto técnico deixar bolas limpas, a capacidade e movimentos para receber a bola no espaço, fazem prever que o Sporting contratou um avançado centro de qualidade, capaz de se associar nos diferentes momentos ofensivos do jogo – Um ponta de lança com argumentos para ligar o jogo ofensivo da equipa, para provocar danos em Transição Ofensiva, e ainda buscar as costas das defensivas adversárias em Organização.

4 Comentários

  1. Sporar tem sido uma boa surpresa e já contra o Braga fez uma boa exibição.

    A falta de golo não preocupa. O lance do Vietto é o mais elucidativo, com um pouco mais de calma e menos ansiedade, que talvez também seja reflexo da situação que se vive no clube e que se transporta de fora para dentro, e teria um lance de encostar que dificilmente falharia.

    No entanto, é muito difícil rever qualidade em muitos jogadores do Sporting e com isso pode perder muito do que seria o jogo associativo que parece ter capacidade para dar. É incrível ver a incapacidade, por exemplo, de Rafael Camacho dar sequência a um lance ou a falta de ideias de um meio campo sem um pingo de criatividade.

    A falta de alternativas no banco também é reveladora da falta de preparação da época e da aposta no que dela resta.

    É ingrato o papel de Silas, treinador a que consigo reconhecer potencial, de transformar um grupo de jogadores em que a qualidade não abunda e a isso se consegue somar uma falta de motivação tremenda por saberem que, a meio da época, não encontram um único objectivo palpável.

    • Gostei do que li, mais um ressabiado , por certo este comentador vai brilhar agora no drive in do macdonald’s. Por ora cura as suas frustações a mandar bocas porcas em sites de táticas de futebol. Fica lhe bem sem sombra de dúvida.

  2. Nem imagino a frustração que deve ser para o Sporar estar 90 minutos sem receber uma bola na área ou pelo menos perto dela… Por muito bom que o ponta de lança seja, assim não há milagres nem golos.

Responder a Marco Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*