Battaglia – Para lá do que os olhos alcançam

Ausente por um largo período e ainda à procura de recuperar os índices físicos ideais, Battaglia surgiu na recepção ao Instanbul como o elemento leonino com maior e melhor percentagem de acerto em todas as suas acções.

Num meio campo com a companhia de Wendel – Habitualmente menos participativo e assertivo no processo defensivo – Batta foi uma vez mais, e sem surpresa para quem tem oportunidade de o conhecer a fundo, a chave de todo o jogo defensivo. E sem bom trabalho sem bola, não haverá trabalho com qualidade com esta.

Por 17 vezes finalizou o Sporting contra apenas 3 de um adversário que até terminou o jogo com mais tempo de bola no pé (26’10” contra os 25’23”) dos leões.

O médio argentino terminou o jogo não apenas com a menor percentagem de passes perdidos para o adversário mas também como o elemento do sector médio e ofensivo com mais recuperações da posse, e que possibilitaram ao Sporting ser perigoso – Inclusive chegar ao golo.

Posicionamento médio

1 Comentário

Responder a Pedro Costa Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*