O comboio da Evolução e das Tendências

Se fores realmente ambicioso, tens de perceber o jogo… O facto interessante do futebol é que todos pensam ser peritos. É um jogo bonito, simples, mas não é fácil. (…) Há muito a aprender, a observar. (…) No momento em que paras de aprender, o jogo desenvolve-se. Comecei há 20 anos. É o mesmo jogo? Não. É muito mais físico, mais rápido.

Klopp

O ainda treinador campeão Europeu tocou recentemente num tema importante, que me tem feito refletir nos últimos anos.

A evolução do jogo – E nenhum treinador chega para permanecer no alto rendimento sem conseguir acompanhar a velocidade do barco. Saiba que se hoje continua com as exactas mesmas convicções de há uma década, talvez deva reflectir.

Sobre tal evolução e as questões relacionadas com a velocidade, que brevemente retirarão da equação das grandes equipas todo e qualquer jogador lento (atenção ao que é a velocidade num jogador!), falei um pouco num seminário organizado pelo N.E. da Escola Superior de Desporto de Rio Maior.

Importante perceber que velocidade no futebol não se limita ao correr. A cadência de passada é hoje, num jogo mais físico como refere Klopp cada vez mais importante, porque te aumenta possibilidades – Defender com menos / Controlar maior espaço, mas há muito para além da velocidade mais visível. Importa cada vez mais a velocidade (e eficiência) da execução, e a capacidade para perceber o envolvimento (onde está oposição, onde estão colegas, onde há espaço) de forma mais rápida.

E este jogo que se torna obrigatoriamente mais físico, não implicará de forma alguma um retrocesso na importância de saber decidir. A inteligência continuará a ser o extra que dará sentido à velocidade do jogo.

Sobre o perceber um jogo que todos pensam ser peritos, mas que não é fácil, segundo Klopp, visualizar muitos jogos não capacitarão ninguém – pelo contrário, ver de forma errada sistematicamente só acrescentará anos de experiências erradas – tal como olhar para as estrelas toda uma vida não tornará quem quer que seja num astrónomo. Todavia, esta é uma área cada vez mais necessária e em expansão.

A análise de tendências.

Para quem está, ou pretende estar no jogo, conhecendo os seus factores de rendimento, a presença de alguém especializado no tal conhecimento que possa ver e perceber especificidades de novos comportamentos de outras equipas, mesmo que no pólo oposto do mundo, é determinante para que não se deixa escapar a evolução de que Jurgen Klopp fala.

Sobre esta terceira variante que importa estar cada vez mais presente, e que abrirá espaço para novas pessoas que se provem capazes, falei um pouco no canal de Youtube do “De Olho no Jogo“.

CLICAR NA IMAGEM

Follow
Follow
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3719 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*