Bruno – O Magnífico Português

A capacidade que Bruno Fernandes leva consigo para onde quer que vá, são 10 Jogos, 4 Golos e 4 Assistências. Ainda não conheceu o sabor da derrota ao serviço dos “Reds”, será mera coincidência?

Depois de ser mais uma vez Man of the Match ao servido no Manchester United F. C., não podia deixar passar a oportunidade de trazer algumas imagens do seu contributo para esse título pessoal.

“O Bruno Fernandes pensa o jogo, é ele quem determina os momentos da Equipa e os seus colegas perceberam isso mal o viram a treinar”

Abel Xavier (Canal 11, 26/05/2020)

Aquilo que o Bruno Fernandes aporta ao jogo é tudo aquilo que se espera de um Médio que faz a ligação entre os colegas do meio-campo com os mais ofensivos da Equipa. A sua capacidade, quer física e fisiológica, como mental e técnico-tática faz com que ele se distinga dos demais e seja atualmente um dos Médio com mais olhos apontados às suas prestações. Desde que se mudou para a cidade de Manchester a sua personalidade distinguiu-o, tanto dentro como fora de campo, pois não foram só os colegas que se renderam à sua qualidade, mas também os adeptos que fizeram logo questão de criar um cântico. 

“Até aos sub-16 eu era Central, era difícil alguém dizer que eu ia dar jogador”

Bruno Fernandes (Entrevista ao Canal 11)

Então Bruno, o que mudou? O próprio dá a “fórmula” para contrariar essas expectativas dos demais.

“Todos diziam que eu tinha muita vontade, que era aguerrido e a verdade é que o Futebol sempre foi a minha prioridade, à frente da família e amigos, para mim o Mundo, era Eu e uma Bola”

Bruno Fernandes (Entrevista ao Canal 11)

À semelhança do que acontecia no Sporting, o Bruno assumiu um papel de destaque na Equipa… Isso torna-se visível, logo quando assume as bolas paradas mais determinantes, como é o exemplo das grandes penalidades… Num plantel onde constam nomes como os de Martial, Pogba, Rashford, Fred entre outros, não se pode dizer que é por falta de qualidade dos restantes quando as opções são diversas.

Ao longo do vídeo há vários detalhes que mostram como Bruno Fernandes vê o jogo e decide participar nele. Podemos começar a reparar nesses aspetos agora e daqui em diante para tentar entender um pouco melhor a forma de como ele joga:

  • Através da quantidade de vezes que ele roda a cabeça para perceber onde está o espaço e como pode executar… Jogar de cabeça levantada é uma característica que distingue os grandes médios dos demais;
  • A velocidade de execução, após perceber claramente o espaço sabe (e tem qualidade técnica para) como e quando deve colocar a bola;
  • A forma como se movimenta no “lado cego” dos seus adversários diretos de forma a conseguir o melhor espaço para receber;
  • A sua capacidade de jogar em espaços curtos, independentemente do número de adversários que o rodeia.

Mas claramente que no caso do Futebol em particular, melhor do que ler tudo isto, é verem com os vossos olhos tudo aquilo que eu fui escrevendo.

Follow
Follow
Zidane
Sobre Zidane 9 artigos
André Azevedo. Treinador de Futebol (UEFA B). Licenciado em Educação Física. Mestre em Ciências do Desporto (Especialização em Alto Rendimento). Experiência como Treinador-Adjunto e Principal de escalões de Formação, assim como Analista, Preparador Físico e Treinador-Adjunto no Futebol Sénior em contextos como CD Tondela, FC Paços de Ferreira e Seleção Nacional de Moçambique, respectivamente.

3 Comentários

    • Caro Rafael, não, em nada tem que ver com fisionomia as minhas palavras… A intenção foi apenas diferenciar as capacidades físicas das fisiológicas, não estando em nada relacionado com a fisionomia (aparência) do Bruno. Obrigado pelo seu comentário e espero que continue desse lado, pois é com leitores como o Rafael que se torna possível haver uma reflexão sobre o que fazemos, ao questionarem certos aspetos. Um Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*