Gerson, o médio que anda para a frente e para trás

Com a certeza da chegada de Jesus, Gerson é certo ser também ele um alvo dos encarnados. Talvez inacessível, mas garantidamente um alvo.

Há não muito referimo-nos aos médios (e não só) encarnados como jogadores incompletos. Bons no processo ofensivo ou no defensivo, mas sem conseguir combinar competências evidentes em ambos. E para se ter bola, o primeiro passo é ter capacidade para a recuperar. Nenhuma equipa cheia de jogadores tecnicamente muito evoluídos consegue sequer dominar um jogo se estes não tiverem também as qualidades defensivas necessárias a poder roubar-se a bola e não ficar eternamente a ver jogar.

E Gerson é um médio à moda de Jesus. Um jogador com uma dimensão física e técnica extraordinária. Anda para a frente e anda para trás. Guarda a bola, é criterioso, tem chegada em progressão com bola, e em movimento sem ela, e ainda uma tremenda capacidade de recuperação defensiva, comendo metros de forma rápida para vir equilibrar a equipa.

Com uma percentagem de passes (88%) invulgar para quem não se coíbe de ter acções ofensivas, perde poucas vezes a posse (característica determinante a qualquer médio de equipa grande), recupera e equilibra a equipa – E ainda dá saída em progressão tal como Jesus pretende do seu 8 (relembre Enzo e Witsel).

O médio que o Benfica não tem, e que Jesus quererá com toda a certeza adicionar a um plantel parco em qualidade:

Follow
Follow

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*