O regresso Europeu de André Villas Boas

André Villas Boas regressou à Europa pelas portas da mais antiga cidade francesa. Após a saída do Zenit em 2016, o técnico assumiu o plantel do Olympique de Marseille em 2019. Com a incrível marca de ser o treinador mais jovem de sempre a ganhar uma competição europeia, com apenas 33 anos e ao serviço do FC Porto, Vilas Boas estreou-se num campeonato dominado pelo todo poderoso Paris SG. Na época de 2018/2019, o Marseille finalizou a temporada em 5º classificado, falhando o acesso às provas europeias. Na temporada que agora finalizou, atípica na história do futebol mundial, as melhorias são claras. O Marseille sagrou-se vice-campeão da Ligue 1 e garantiu o passaporte para a Liga dos Campeões, competição de que esteve ausente desde a época de 2013/2014. 

Neste artigo, iremos analisar e refletir sobre a importância dos movimentos de rotura no panorama ofensivo executados pelos jogadores do Marseille, que provocam arrastamentos e criam espaços para o portador da bola. Comportamento padrão apresentado pela equipa de Villas Boas. Para o desfecho dos lances apresentados no vídeo seguinte, são determinantes as desmarcações em rotura que permitem libertar o portador da bola de um possível opositor. Um movimento relacionado com o contexto micro, mas intimamente conectado ao pensamento macro da equipa de Marseille, que permite reproduzir estes mecanismos não-mecânicos.

Os movimentos dos jogadores sem bola em zonas próximas da mesma são fundamentais para que a equipa do Marseille alcance o objetivo máximo de um jogo de futebol, o golo. Desta forma, a equipa de André Villas Boas cria espaços e desequilíbrios nas estruturas defensivas das equipas adversárias. 

“A ordem ou organização de um todo, ou sistema, transcende aquilo que pode ser oferecido pelo “conjunto” das suas partes quando estas são consideradas isoladas umas das outras” (Frade, 1985, p.31).

Já és nosso Patrono? Clica na Imagem abaixo e ajuda-nos a chegar aos 400. Por 1$ mês acesso a conteúdo exclusivo:

AlvaroRecoba
Sobre AlvaroRecoba 4 artigos
Licenciado em Ciências do Desporto, Mestre em Ciências da Educação Física e Desporto - Especialização em Treino Desportivo e Treinador UEFA B. Atualmente, desempenho funções de Treinador Adjunto e Analista no Berço Sport Clube, clube que disputa o Campeonato Portugal. Frederico Nunes

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*