A terrível noite na Mata Real

Falta de liderança, possível fadiga mental que fez reduzir a agressividade em cada perda da posse, exibições do ponto de vista individual erráticas, e um mérito tremendo da equipa de Pepa.

Analisei uma série de lances perigosos da equipa da casa, para perceber a sua origem:

Já és nosso Patrono? Já somos mais de 400 ❤️?⚽️
Por 1$ mês acesso a conteúdo exclusivo:

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3758 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

11 Comentários

  1. Maldini, adoro o teu trabalho, em tudo que te metes.

    Mas…não vale a pena falarmos do jogo futebol, com a equipa do Porto. Os erros fazem parte do jogo, mas isto não são erros. Isto é criminoso. Resultados desvirtuados, adversários manietados e condicionados, aquela consistência arbitral sempre, mas sempre, em favor das camisolas azuis e brancas. Estão a matar o nosso jogo favorito. Metam esta equipa rapidamente nos distritais, como
    , por muito menos, fizeram ao Setúbal.

    Precisamos limpar a podridão, para voltar a falar de futebol.

    O LE tem uma responsabilidade quanto a isso, não sejam coniventes com este estado de coisas.

    • Deixa este espaço para quem gosta de falar de futebol e leva o teu comentário para a CMTV. Vais encontrar lá muita gente “conivente com esse estado de coisas”

    • Tens um legião de pessoas a estimular este tipo de cenários.

      Entendo que tens liberdade para expressar o que te vai na alma, mas de gostas de futebol, aquilo que acontece dentro das 4 linhas com a bola, fala só disso. Usa este espaço para falar de bola.

      Abraço

  2. Pedro, espero que num momento mau do Benfica também possas fazer uma análise tão preocupada e aprofundada. Não me agrada a forma como as conversas no Canal 11 são conduzidas. Por exemplo, toda as pessoas entendidas em futebol, como tu, conseguem perceber o potencial tremendo do Nuno Tavares. Mas é mais difícil defendê-lo do que defender o Mendes, e não se percebe o porquê.

    De qualquer forma, és uma grande adição como comentador aos painéis portugueses, e quanto mais imparcial conseguires ser, melhor.

    • agradeço bastante as palavras. Análises neste formato têm sido feitas na plataforma do patreon – inclusive a última foi sobre o próprio Nuno Tavares.

  3. Isto de os jogadores estarem, de jogo para jogo, a mudarem de posição – até durante o próprio o jogo…. – não traz nada de bom ao Porto. Não percebo o Conceição tendo dois avançados feitos e de qualidade – o T. Martinez e o Taremi – aposte num projecto de jogador, o Evanilson, e noutro jogador que, perdendo capacidade física, como tem perdido ao longo dos anos, e em jogos aonde não pode explorar a profundidade, não serve para nada, o Marega.
    O FCP é cada vez mais chato, previsível e confuso. Faz lembrar os últimos meses do Laje no Benfica.

  4. Até que ponto não está o momento do FCP a ser a consequência inevitável do que já era… mas agora sem Telles?

    Em inúmeros jogos – creio que aqui no LE se avaliou quantos – o FCP do ano passado desbloqueou o resultado através de bolas paradas, onde o lateral brasileiro era exímio na sua marcação,
    Resultado desbloqueado significava adversário a desmontar o bloco baixo… e aí o modelo FCP tinha espaço para pôr os avançados a correr ou a gerar pânico numa recuperação alta ou 2a bola ganha.

    Sem fator de desbloqueio, o modelo é meramente de desgaste. Mais força, mais agressividade, mais luta.

    Como já aqui escreveram, há depois tremendos equívocos de Conceição. Taremi no banco é um pecado mortal. Mas Taremi exigiria uma dinâmica diferente… que talvez Conceição não saiba montar.

    Quase apetece dizer que o melhor lateral esquerdo do FCP, neste momento… seria Carraça. Apenas e só porque é quem melhor marca livres. Um Telles da loja dos 300.

    • Nuno, falei sobre isso no 11! a grande perda do FCP é a vantagem gigante que tinha nas Bolas Paradas sobre os demais! O Porto fez dezenas de pontos nas bolas paradas!! era o ponto que permitia jogar mal e ganhar… 5 jogos sem Telles 0 golos de canto ou livre indirecto… nao sei se no passado o FCP esteve 5 jogos sem marcar desta forma…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*