Mudam-se os sistemas, mas não se mudam as vontades

Julian Nagelsmann

“Vontades”, leia-se “intencionalidades”. Só uma equipa que jogue o jogo todo pode evitar efeitos colaterais duma eventual mudança de sistema.

Atire a primeira pedra o treinador que nunca sequer ponderou alterar o sistema tático da sua equipa num panorama estratégico, pré-jogo ou mesmo in jogo, de forma a contrariar a equipa adversária! No entanto, discutia-se ontem no Futebol Total do Canal 11, as implicações desta mudança, principalmente se a equipa em questão não tiver rotinas definidas.

Quando eu não consigo controlar o jogo com bola, eu controlo-o com o sistema. O que é que o jogo está a pedir? Está a pedir uma linha de cinco e eu tenho de defender a largura. Então vamos lá meter uma linha de cinco!

Abel Ferreira, in Quarentena da Bola

Modelo não é ideia. Ideia não é sistema. O sistema é uma propensão: sistemas como o 3-5-2 e o 3-4-3 exigirão, probabilisticamente, um “vaivém” constante dos alas; um 4-4-2 ou um 3-5-2 colocarão, por norma, mais gente em zona de finalização; um 4-4-2 com meio-campo em losango preencherá, à partida, a zona central sem grandes problemas; um 4-3-3, pela disposição dos jogadores, parece mais equilibrado à primeira vista. Mas isto é apenas um esqueleto, e os esqueletos, por si só, não têm vida – são necessárias as tão badaladas dinâmicas.

Estas são afluentes dos “grandes rios” que são os macro-referenciais! No entanto, há treinadores que definem os leitos que estes percorrem; outros, preferem que sejam os próprios jogadores a trilharem esses mesmos caminhos. Será sempre mais enriquecedor e desafiante explicar aos jogadores que têm o objetivo X… e, agora, desenrasquem-se! Pois, durante o processo que se inicia até que o objetivo seja atingido, emergirão detalhes, fruto da sua criatividade, que nós não devemos – nem temos – de controlar! Esta é também uma forma de obrigar os jogadores a ler o jogo, a ponderar qual o melhor caminho para atingir o objetivo. Ao invés, traçar todo o caminho até ao X que marca o tesouro não só não é um processo de aprendizagem construtivista, como também castra a criatividade e não dá margem de manobra para que os jogadores se ajustem a situações não antes vistas, e provenientes do caos do jogo.

Conversa entre Professor Vítor Frade, Professor Humberto Costa e Neurocientista Rui Costa (excerto)

O que fará um extremo direito, a quem sempre foi pedida a derivação para zonas interiores num 4-3-3, quando o seu treinador alterar o sistema para 3-5-2 e lhe pedir para fazer o corredor todo com movimentos verticais? Imaginando um 4-4-2, com um ponta-de-lança que só ataca a profundidade por ordem do treinador e outro que apenas baixa em apoio – quão confortáveis estarão quando uma eventual mudança de sistema tático retirar o colega do lado da equação?

De facto, a rigidez com que alguns treinadores definem o detalhe (algo que devia ser inopinado), é uma venda que tapa caminhos e não permite aos jogadores ajustarem-se a novas situações. Sendo as propensões do próprio sistema algo “novo” em termos de sub-dinâmicas, só uma ideia rica e abrangente de quem joga o jogo todo poderá minimizar ao máximo qualquer efeito colateral que advenha duma eventual mudança de sistema, conservando a tão desejada fluidez. Porque quem joga só o seu Jogo, sendo esse jogo refém de apenas um ou dois sistemas, nunca poderá jogar um jogo cujas disposições iniciais sejam outras.

Fluidez

1. qualidade do que corre ou desliza facilmente

2. estado do que se processa ao ritmo normal, sem paragens forçadas

3. facilidade de expressão; espontaneidade

Significado de “fluidez”, in Infopédia

Haverá sempre exceções, seja para aqueles que desejam controlar o incontrolável, seja para aqueles que não confundem a sua ideia e emergente modelo com um “mero” sistema tático. A (in)justiça dará o carimbo final: se mudaste e ganhaste, és o maior estratega; se mudaste e perdeste, abdicaste da identidade e acabaste derrotado. Mudem-se os sistemas, mas não se mudem as vontades (macro-referenciais). No máximo, mude-se a forma como estas se manifestam. E isso, é com os jogadores…

Yaya Touré
Sobre Yaya Touré 24 artigos
Amante do treino. Pensador do jogo. 💡

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*