(Re)ajuste para qualificar a tomada de decisão

Gabriel Barbosa. Foto: Alexandre Vidal/CRF

Em semana de Libertadores, algumas situações causaram reflexão acerca das diferentes resoluções de problemas frente à baliza. Como já mencionado em outra publicação deste mesmo autor, o ajuste corporal (perfilamento) é um factor preponderante para criar vantagens, e consequentemente condicionar as tomadas de decisão dos jogadores, de forma a aumentar a probabilidade de êxito na ação.

“A orientação corporal dos elementos dos sistemas irá gerar três tipos de consequências:

Vai condicionar os campos visuais dos jogadores e, por isso, vai definir um espaço de percepção e um espaço “cego”;

Vai definir um repertório de comportamentos facilitados e outros mais difíceis para cada um dos elementos;

Vai gerar reações devidas ao perfil corporal dos jogadores (companheiros ou adversários) próximos a cada elemento;”

(PERAITA, 2021, p. 48)

Em meio a diferentes referências decisionais, como zona da bola, localização do jogador, movimentos, portador (estando equilibrado ou não, distância entre si e a bola, característica, pé dominante, etc), adversário (de onde vem a pressão, distância, necessidade de utilização do braço ou não) e companheiros, a resolução do problema em questão pode se dar de diversas formas ( visto a imprevisibilidade do jogo), mas certamente a forma como irá se perfilar e qual pé irá utilizar para finalizar, serão determinantes para a qualidade da finalização.

Nos dois primeiros vídeos, Erik e Rony (destros), dois grandes jogadores, que com tempo e espaço, não aproveitam a situação em que se encontram para ajustar e utilizar o pé dominante, para assim ter maiores chances de fazer o gol, enquanto Gabriel Barbosa (canhoto), faz com muita facilidade e marca em ambas situações.

RonaldoFenomeno
Sobre RonaldoFenomeno 5 artigos
Gabriel Eloi - Brasileiro, licenciado em Educação Física, com mobilidade internacional na FCDEF-Universidade de Coimbra. Passagens por Académica U-15 (estágio) e Esporte Clube Bahia U-20, atualmente, analista na equipa sênior do Esporte Clube Vitória, que disputa a Segunda Liga do Campeonato Brasileiro.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*