Jogo posicional e princípios – Leeds, Bielsa e golos que contam histórias

Depois de uma época que teve tanto de espetacular como de irregular, o Leeds de Bielsa parece chegar às últimas jornadas da Premier League na melhor forma da época e ainda com alguma esperança em chegar a um lugar europeu. Tal ficou bem patente na última jornada com uma vitória expressiva por 0-4 no terreno do Burnley, com uma imposição clara de um jogo posicional que advém das ideias particulares do treinador que fico em 3º lugar na nomeação para melhor treinador do mundo pela FIFA.

“Se acabas em oitavo, apesar de não jogares bem, para mim é pior do que acabar em 12º mas jogando bem. Quase todos consideram que o nosso futebol é interessante. Há quem defenda ser divertido enfrentar uma equipa que sofre tantos golos. Nós, como todas as equipas, optamos por jogar de uma certa forma porque acreditamos que é ela que nos deixa mais perto do triunfo. Depois, o futebol tem muitos aspetos que não podemos controlar. E o fator mais importante de todos é a capacidade dos jogadores desequilibrarem as suas ações”.

Marcelo Bielsa

Ainda sobre estas ideias, um dos golos do Leeds frente ao Burnley espelha alguns aspetos da modelação da organização ofensiva de Bielsa em ataque posicional, desde a construção, passando pela criação até à finalização: estrutura em 1-4-3-3 (com as associações principais em passe em cima) com saída em 2+1 com o 6 (Kalvin Phillips, com grande capacidade de lançamento em passe) nas costas da primeira pressão e os laterais relativamente baixos na construção; médios-interiores em profundidade, com possibilidade de servirem de apoios frontais para dinâmica do 3º jogador para enquadrarem o 6 que depois procura o trio da frente para acelerar o jogo, com os extremos a darem a largura máxima; a partir daí é momento criativo, com nota para a particular capacidade de Rodrigo neste lance para alternar um posicionamento mais baixo (quase de apoio) para buscar a profundidade em espaço central-central quando a bola chega ao extremo.

Sobre Juan Román Riquelme 67 artigos
Analista de performance em contexto de formação e de seniores. Fanático pela sinergia: análise - treino - jogo.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*