A magia anda à solta e não tem idade – O Euro de Mikkel Damsgaard até agora

“Conheço-o desde miúdo. Já era assim e faz sempre isto. Perante um cenário deste, jogar assim, de igual para igual contra qualquer rival.”

Kasper Hjulmand, selecionador nacional dinamarquês

Uma das grandes revelações do presente campeonato da europa reside na seleção dinamarquesa e tem apenas… 20 anos (geração 200). O jovem Mikkel Damsgaard tem, na ausência do principal criativo da equipa pela infelicidade que correu o mundo (Eriksen), assumido um papel crescente na manobra ofensiva numa equipa que está a realizar uma campanha com saldo positivo até agora (jogará os quartos de final, dia 3) e promete continuar a impactar o jogo dos dinamarqueres – estatisticamente, em jogos pela seleção em 2020, leva 3 golos, 3 assistências e uma média de 4 remates/90′, 3 dribles/90′ e 2.3 passes perigosos/90′. Igualmente umas das revelações da Série A, “Damsinho” como é conhecido, agitará certamente o mercado deste verão depois da prestação nesta competição (o presidente da Samp já referiu que por cada golo seu acrescentará 10 milhões ao preço de venda).

Dentro da estrutura da Dinamarca (que varia entre um 1-3-4-3 mais habitual ou uma variante em 1-4-3-3), o jogador da Sampdoria normalmente tem atuado como o elemento do trio da frente que joga mais descaído para o lado esquerdo e jogando mais em terreno interiores – zonas cinzentas entre linha defensiva e linha média, no half-space esquerdo – onde pode receber e angular-se melhor para a definição com o seu prodigioso pé direito (notável conjugação de relação com bola – agilidade – técnica de drible, uma motricidade em jogo muito agradável de ver) que lhe permite jogar em espaços curtos, desequilibrar retirando adversários do caminho (muito difícil de desarmar…) e procurar a definição final em passe. A juntar a isto tudo, demonstrou ainda ter uma meia-distância respeitável (o golo contra a Rússia será certamente um dos golos do Euro).

Os nossos Videos são criados com

Sobre Juan Román Riquelme 63 artigos
Analista de performance em contexto de formação e de seniores. Fanático pela sinergia: análise - treino - jogo.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*