Mais e Menos da Semana

white corner field line on artificial green grass of soccer field

MAIS

Carlos Carvalhal

É verdade que não fez por merecer tamanha honra. A decisão está tomada e é tempo de Carvalhal demonstrar competência. A oportunidade de uma vida caiu do céu. O caminho poderá ser tortuoso, mas único. Que aproveite e disfrute.

MENOS

Fábio Coentrão

Já aqui o dissemos. Fábio tem carradas de talento. Uma carreira brilhante espera pelo Figo de Caxinas. Todavia, nos minutos que marcaram a sua prematura estreia, com a camisola da Selecção A, Coentrão não demonstrou maturidade suficiente para poder figurar nos eleitos de Queiroz. Como extremo, claro. A rever, contudo.

MAIS OU MENOS

Carlos Queiroz

Numa eliminatória a dois jogos, vencer sem sofrer golos é óptimo. Se você é daqueles que usa o resultado para justificar o jogo, provavelmente crê que as coisas estão bem. Se pertence ao restrito lote dos que sabem que os resultados, por vezes, tendem a esconder a realidade, percebe facilmente que a Selecção de Queiroz não tem ponta por onde se lhe pegar. Povoar o meio campo com jogadores pouco dotados técnicamente, empurra a equipa para trás. Os valores da posse de bola são sintomáticos. Longe, muito longe, vão os tempos que só Portugal tinha bola, pelo que, poucos minutos por jogo era remetido ao seu meio campo defensivo. É possível que pense que Pepe e até Raul Meireles tenham sido dos melhores portugueses. Correram imenso, e roubaram inúmeras bolas. É um facto. Por aqui, temos a pretensão de pensar que com jogadores talentosos no meio campo, não haveria bolas para roubar. Afinal, a circulação de bola sempre foi o traço mais encantador do futebol nacional. Até chegar Queiroz, claro.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2362 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

8 comentários em Mais e Menos da Semana

  1. Quanto ao Fábio Coentrão, não vi o jogo, mas acredito que possa ter corrido mal essencialmente por ser a estreia e estar ansioso por mostrar trabalho, em pouco tempo. Se foi isto o problema, passará rápido.

    A selecção não joga nada jeito nem vai jogar. Desde que vi o Queiroz, salvo erro contra a Albania, a dizer para o Cristiano Ronaldo ir buscar a bola atrás do meio campo e levá-la para a frente sozinho, que não acredito que este conjunto de jogadores algum dia seja uma equipa de futebol.

  2. Não me parece que os minutos que o Coentrão esteve em campo (porque o mandaram entrar!) justifiquem a referência de menos da semana!
    O Sapunaru que se embebeda a selecção e quase nada se comenta em Portugal não seria um candidato mais forte à distinção?

  3. PB:
    Na minha opinião foram precisamente os mais talentosos que falharam. Pepe fez mais do que se pode exigir a um central de raiz e Meireles jogou muito melhor do que vinha fazendo no fcp. Não que eles não tenham talento, mas antes para funções diversas.

    Foram precisamente Deco e Simão os que estiveram pior, sobretudo o 2º, tendo a descida de produção de Nani no 2º tempo piorado a situação.

    Mais do que um problema deste ou daquele jogador pareceu-me que a bola queimava nos pés, dando-me a ideia que a equipa, mais do que desconfiar do seu valor ou do adversário, temia a sorte. O estado de espirito de uma equipa muitas vezes impôe-se a qualquer intenção táctica do treinador.

    Abraço.

  4. Penso que a culpa não será de Fábio Coentrão, mas antes quem o lança em um jogo como este, numa altura destas, com estas condicionantes….aliás, até pelo passado recente do jogador em relação alguns jogos "importantes". Penso que será mais um erro claro de análise do nosso seleccionador, que tem tanto tempo para estudar os nossos jogadores e faz coisas dessas!!!!!

  5. A mim parece-me q eles se destacam pq a equipa não consegue ter a bola (precisamente pq falta talento), logo passa mais tempo em situação defensiva, do que o que era hábito.

    Pepe pode roubar imensas bolas, tal como Meireles, entre outros de traços mais defensivos, mas se no lugar deles tiverem outros com maior discernimento, não há bolas para roubar pq a equipa consegue ter mta posse de bola. Se há algo q o Barcelona e porque não dize-lo, o novo Benfica nos podem ensinar, é isso.

  6. sim… quando os jogadores a duplo pivot são os destaques duma selecção portuguesa, é pq não abunda circulação mas sim recuperação… eu neste jogo telefonava ao carvalhal e pedia a tactica que usou no maritimo com o benfica esta epoca…

  7. Lá estão voces com a mesma conversa…a forma como o barcelona joga não é A forma de se jogar à bola, mas UMA forma…não ha maneiras correctas de se jogar à bola no futebol… xiça…

    Ruibonga

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*