Desequilibrar logo desde trás

FUTEBOL - lindelof no benfica Nacional no jogo da 3 fase, 1 jornada do grupo B da Taca da liga no estadio da Luz em Lisboa Terca 29 de Dezembro 2015. (ASF/ANDRE ALVES)

Já não é a primeira vez que o refiro neste espaço.

Com Nélson, Grimaldo e Lindelof, o SL Benfica tem garantia de uma construção de incrível qualidade. Muito fácil ligar as fases ofensivas, pela enorme qualidade técnica e de decisão dos seus jogadores mais recuados. E nos dias de hoje, quão importante é ter jogadores na rectaguarda que se sintam confortáveis com bola. Afinal, são sempre quem mais bola tem ao longo das partidas. Não só se sentem confortáveis, como é ali onde começam os desequilibrios da equipa encarnada. A bola não precisa de entrar no jogador X ou Y no sector médio ou ofensivo para que se desenhe ofensivamente a dinâmica da equipa de Rui Vitória. Cada início de ataque pode sempre ser prometedor porque quando a bola encontra Grimaldo, Nélson ou Lindelof, o Benfica estará sempre preparado para iniciar desequilibrios, eliminando adversários e linhas da jogada.

Lindelof é um dos mais incríveis defesas centrais que tem pisado os relvados portugueses.

Quando retornarem Jonas e Rafa, quando Zivkovic entrar… quanto promete o Benfica da presente época!

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2366 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

10 comentários em Desequilibrar logo desde trás

  1. Concordo a 100%, ainda não consegui perceber como o jogo do SLB tem sido tão fraco, quando a nível de individualidades a diferença é gritante para as outras equipas. O RV ainda não me convenceu, mas com tanto potencial, é difícil não se jogar melhor do que tem sido feito até agora.

    Mesmo com as lesões, ainda existem imensas soluções.

    Estou com curiosidade para ver como irá conciliar: Danilo, Horta, Pizzi, Rafa, Jonas, Carrilo, Zivkovic, Mitroglou, Jimenez, Guedes, Cervi, Salvio. Nem sei como conciliar tanto talento no onze.

    • E atenção que deixei de fora os visados neste post, Semedo, Lindelof e Grimaldo (que delícia é ver o Grimaldo a jogar).

      Já agora o que acham do Pedro Rodrigues e do João Carvalho? A meu ver meninos com muito potencial.

    • normal.. é o central tacticamente mais diferenciado da Liga…

      Não é a questão de ter mais ou menos técnica… mais ou menos pés.. que outros centrais fortes da Liga, mas é o que consegue perceber os momentos e espaços de uma forma diferente, que faz muita diferença de forma simples.

      E é por esse aspecto principalmente que é olhado e bem por equipas de fora… porque a formação de Lateral deu-lhe algo especial que foi complementado com 2 a 3 anos a médio defensivo( ganhar a vontade com bola).

      No resto nem sequer é um jogador fora de normal.. é “bom” digamos. Mas só facto de ter aquilo que disse em cima, juntando as outras boas qualidades ( não se destacando) faz dele alvo apetecível.. principalmente para equipas TOP.

      Lindelof vai se destacar mais numa equipa TOP… do que em equipas medias ou até no Benfica.

  2. O Nelson está a crescer de jogo para jogo. Pode ser um caso sério. Os milhões do estrangeiro são tentadores mas esta e mais outra época no SLB faziam-lhe muito bem. Lindelof é muito bom e tem essa capacidade de jogar com a bola nos pés mas ontem cometeu alguns erros não muito frequentes, felizmente.
    Já agora, o que seria se Fejsa fosse um pouco mais Matic com bola? 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*