Há modelos e modelos. Ligar a organização ofensiva com a transição defensiva estará sempre presente. Como, caberá ao treinador decidir.

A nossa prioridade é defender. Posso envolver-me nos lances ofensivos, mas sei que ficamos expostos ao contra-ataque do adversário. Adoro atacar mas o nosso papel é evitar sofrer golos. Marcá-los é o papel dos avançados.

Luke Shaw. Defesa lateral do Manchester United.

São ideias. São prioridades.

Marco Van Basten
Sobre Marco Van Basten 85 artigos
Licenciado em Desporto, treinador Uefa Pro pela FA. Desde cedo partiu para terras de sua majestade. Experiência como professor e treinador numa Academia no Reino Unido.

8 comentários em Há modelos e modelos. Ligar a organização ofensiva com a transição defensiva estará sempre presente. Como, caberá ao treinador decidir.

  1. Isto só confirma a ideia que tinha de mourinho: parou. O tempo, acha que a equipa se parte em dois, os que defendem (4defesas mais dois medios) e os que atacam (os 3 médios ofensivos e o ponta). Não é de estranhar que pogba esteja a um nível tão baixo, já que o que ele faz melhor (ligar a defesa ao ataque) simplesmente não é trabalhado. É um estilo de jogo muito arcaico que vive de bolas despejadas para o ibra e das individualidades dos extremos. A nível defensivo, segue o princípio dos treinadores pequenos (sendo que estes não têm orçamentos acima dos 100 milhões para transferências) que se baseia em defender com muitos e arriscar pouco (laterais praticamente não sobem e os dois médios centro é raro pedirem a bola em zonas adiantadas).

  2. Isto só confirma a ideia que tinha de mourinho: parou no tempo. acha que a equipa se parte em dois, os que defendem (4defesas mais dois medios) e os que atacam (os 3 médios ofensivos e o ponta). Não é de estranhar que pogba esteja a um nível tão baixo, já que o que ele faz melhor (ligar a defesa ao ataque) simplesmente não é trabalhado. É um estilo de jogo muito arcaico que vive de bolas despejadas para o ibra e das individualidades dos extremos. A nível defensivo, segue o princípio dos treinadores pequenos (sendo que estes não têm orçamentos acima dos 100 milhões para transferências) que se baseia em defender com muitos e arriscar pouco (laterais praticamente não sobem e os dois médios centro é raro pedirem a bola em zonas adiantadas).

  3. antigamente o zé alem dos inumeros titulos colectivos era conhecido pela evolucao dos seuss jogadores quando treinados por si,maniche,deco,ricardo carvalho,derlei,lampard,cole,terry drogba,milito,sneider,tiago mota,julio cesar,ozil,agora por incrivel que pareça ficam piores a olhos vistos…porque?,é juntar 1+1…AMARRADOS,estao tao preocupados em nao errar…que so sabem competir,sem criatividade nenhuma,nao quero acreditar que nestes ultimos anos algum jogador treinado por o zé seja feliz a jogar este futebol e isso é meio caminho andado para renderem mto abaixo do que sabem e podem.

  4. Ainda é cedo para grandes conclusões sobre este Utd de Mourinho. Mas talvez já “tarde” para não ver determinados “sinais”. Mas obviamente duvido que não evoluam. No limite, rotinar o que querem (sabem) fazer melhor.

  5. Exatamente isso…maneiras de preparar equipas, maneiras de ver o futebol, maneiras de preparar para vencer..

    é bonito ver tuchel pochentino klop e Guardiola, mas as vezes tb ganham os simeones e os mourinhos.. o futebol não é ciência não é um mero jogo de atacar cm muitos significa marcar mais golos..

    Não há uma maneira certa de se ganhar pq nenhuma ganha 100% das vezes.. dai a discussão no futebol, dai o ser o desporto mais lindo do mundo!! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*