Benfica. Perderam-se dois pontos, ganhou-se uma equipa ?

white corner field line on artificial green grass of soccer field

Não.

Por incrível que pareça, a exibição do SL Benfica no Estádio do Dragão, surpreendeu meio mundo. Num estádio, onde o FC Porto tem por hábito ser dominador, controlador e ganhador, o SL Benfica esteve sempre mais próximo da vitória.

Motivos para ficar incrédulo? Não.

O jogo no Dragão, tal como, eventualmente, os proximos dois jogos a disputar com o Sporting, são jogos à medida do Benfica de Quique Flores. A menos que Paulo Bento surpreenda.

Sector defensivo muito próximo dos médios, encurtando o espaço de jogo a Hulk e Rodriguez (cujas prestações são sempre menos decisivas, quando o adversário defende à zona, garantindo as coberturas). Excelente exibição de Katsouranis e Yebda, na ocupação dos espaços e no cumprimento dos principios defensivos do jogo. Tanto nas contenções aos médios adversários, como nas coberturas aos seus laterais e quatro médios que souberam sempre criar as tais duas linhas de quatro a defender, que parecem ser apanágio das equipas de Quique, tornaram o Benfica demasiado forte no momento defensivo do jogo e retiraram soluções atacantes ao FC Porto.

Com as saídas para o ataque, por pontapé longo, direccionado para longe da zona de intervenção de Bruno Alves, sempre que o FC Porto estava organizado, Quique garantiu, tal como já fizera em Guimarães, por duas vezes, que a equipa não era apanhada em contrapé (com demasiada gente à frente da linha da bola. Nomeadamente os quatro da frente).

Defendendo bem, acautelando sempre as transições ataque-defesa e com individualidades com o nível de Suazo, Aimar e Reyes na linha ofensiva, o Benfica só por mera infelicidade não saiu líder da cidade do Porto.

Desengane-se, contudo, quem exaspera optimismo. As dificuldades continuam as mesmas, e não pode afirmar-se que a equipa tenha evoluído. É que, o grande problema do Benfica de Quique, torna-se notório quando a equipa tem de assumir o jogo. Ao Benfica faltam soluções, quando os adversários defendem recuados no relvado e se acantonam na sua defesa. Definir e treinar combinações ofensivas e enquadrar Cardozo na equipa, poderá ser a solução para um salto qualitativo, no Benfica de Quique Flores.
P.S. – A condição física de Aimar continua a subir. Eleve os patamares físicos, e ainda estará a tempo de se tornar o melhor jogador da Liga Sagres. Ainda muito poucos, percebem o verdadeiro valor, de um jogador perfeito em termos técnicos e tácticos (na vertente da ocupação de espaços e na tomada de decisões).
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2366 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

9 comentários em Benfica. Perderam-se dois pontos, ganhou-se uma equipa ?

  1. “Desengane-se, contudo, quem exaspera optimismo. As dificuldades continuam as mesmas, e não pode afirmar-se que a equipa tenha evoluído. É que, o grande problema do Benfica de Quique, torna-se notório quando a equipa tem de assumir o jogo.”

    Totalmente de acordo, PB. O Freitas Lobo, no Domingo Desportivo, disse que esta exibição do Benfica era um bom sinal para o resto do campeonato que aí vem. A mim, não me surpreendeu que tivesse feito um bom jogo contra o Porto. O problema é precisamente quando tem de assumir o jogo. Ou seja, tirando o jogo com o Sporting, o Benfica vai ter novamente jogos em que dificilmente se irá impor com qualidade. Esta exibição não tem nada a ver com o que aí vem.

  2. Sem tirar nem pôr!!!
    É exactamente essa a minha opinião. O Benfica superiorizou-se claramente ao Porto (o que não significa que tenha estado sempre por cima do Porto) porque soube defender e atacar quando necessitou. A prova é que claramente o Porto tinha como estratégia marcar um golo nos primeiros minutos de jogo e o Benfica sofreu e defendeu-se de forma superior (de assinalar que os dois lances de perigo do Porto, protagonizados por dois cabeceamentos do Lisandro López, são em offside, curiosamento branquados pela CS). Com o passar da primeira meia hora de jogo o Benfica ficou mais confortável no jogo e acabou a primeira parte com sucessivos cantos que deram o esperado golo a fachar a primeiro tempo. Quando se esperava a reacção do Porto no início da segunda parte o Benfica tirou-lhes a bola. E o jogo parecia-se arrastar para o final sem mais incidências. A Providência chegou e deu empate. O de sempre.
    Contra equipas mais fechadas é absolutamente essencial jogar com dois avançados puros (Suazo/Cardozo) mais Aimar, Reyes e o duplo-pivot do meio-campo. O sacrificado seria o ala direito. O R.Amorim passaria para o meio ou sairía. De resto é igual para não fugir demasiado ao plano delineado por Quique. De notar a progressão e frescura física denotadas no plantel. Obrigado Pako.

  3. E chamo a atenção para o óbvio: Aimar a subir de rendimento. Passa também muito por aí a obtenção de espaços e de potenciais oportunidades de furar as defensivas adversárias, colmatando claros problemas colectivos que a equipa provavelmente irá demonstrar até ao final da época.

  4. “O problema é precisamente quando tem de assumir o jogo. Ou seja, tirando o jogo com o Sporting, o Benfica vai ter novamente jogos em que dificilmente se irá impor com qualidade. Esta exibição não tem nada a ver com o que aí vem.”

    Nuno, nem tanto ao mar nem tanto à terra. Sim, este jogo poderia não trazer muito de novo, sabendo nós que a este Benfica estes jogos são os que menos dificuldades lhe causam. Mas não concordo que a partir daqui o Benfica previsível e incapaz de ultrapassar as defensivas mais fechadas continue. Pelo menos, não totalmente. O Benfica irá apresentar velhos problemas até final do campeonato, e que já estão massacrados de serem discutidos e comentados, mas parece-me que a afirmação mental e exibicional que a equipa teve no Porto irá contribuir para uma maior confiança na forma como, daqui para a frente, irá abordar os jogos. Com a confiança, surgirão naturalmente mais oportunidades de demonstrarem a qualidade individual que têm, sim, mas mais do que isso, a qualidade colectiva que, ainda manca, começa a aparecer.

    De qualquer forma, teremos já no Domingo o exemplo melhor para aferirmos se este bom jogo no Dragão foi apenas mais um típico desta equipa do Benfica contra equipas mais abertas ou se foi mais do que isso.

  5. Quique Flores dijo una vez que Aimar era un gran jugador de jugadas, a diferencia de Riquelme, que lo era de partidos. Ha debido cambiar de opinión. Además de pases preciosos , y hasta algún bonito gol, Aimar es un gran futbolista táctico, Hasta ahora, quizá por sus problemas físicos y porque no estaba claro que gozara de toda la libertad de movimientos, no había conseguido ser él el “pensador” del juego, el que toma las decisiones y el que, sobre todo, marca el ritmo. Un ejemplo: esa jugada, aparentemente fácil y hasta tonta, de retener un balón, completamente parado, hasta que llegó Amorim,es sencillamente genial. Tener organizado el ataque ayudará mucho también en los partidos contra equipos que se encierran. Pero, es verdad, contra estos será mucho más difícil. Al menos, hasta abrir la puerta. La clave será que el primer gol sea sinónimo de tranquilidad y victoria. ¡Qué diferencia de cómo está funcionando el sistema defensivo a cómo lo hacía en pre-época! y eso es importantísimo.

  6. Aimar claramente é um jogador uns furos acima deste campeonato.
    Tem classe, elegância com a bola nos pés, uma técnica perfeita. Faz lembrar Rui Costa no auge da sua carreira.

    Aimar realizou talvez a melhor exibição com a camisola do slb(a par da equipa). A equipa do Benfica está feita para estes jogos, estebelece uma estratégia, em que define dois padrôes base, Atacar bem, defender melhor. Foi precisamente o que se passou no dragão. A forma como Aimar temporizava o jogo do Benfica foi formidável, ou então na segunda parte quando fez 2/3 passes de 30/40 metros para a velocidade de Di Maria, bem fantástico mesmo.

    Mas enquanto Quique não conseguir implantar o sistema que quer Aimar arrisca-se a ser mais um. Quique ainda insiste no modelo de 4x4x2 em linha, derivando muitas vezes para um fléxivel 4x2x3x1, jogando com Aimar nas costas de Suazo ou Cardozo.

    Aimar claramente tem vindo a subir de rendimento, táctica e fisicamente, mas se a equipa continuar a só dar brilharete nos jogos contra os grandes Aimar não vai singrar na Luz.

    Para finalizar concordo plenamente em que Aimar pode ainda ser dos melhores jogadores da Liga Sagres, mas não há duvida que na sua posição é do melhor que há em Portugal.

  7. Caros Amigos

    Com o crescimento, que temos tido nos últimos meses no SL Benfica PlanetaPortugal torna-se necessário fazer um reforço significativo da nossa equipa de Moderadores.

    Assim abrimos a partir de hoje um concurso para Moderadores para o SL Benfica PlanetaPortugal.

    Requisitos:

    * Ser Benfiquista
    * Bom senso
    * Saber se expressar de forma clara e objectiva
    * Disponibilidade regular

    Preferência:

    * Mais que 16 anos
    * Mais de 3 meses de fórum e uma boa conduta

    Responsabilidade:

    * Moderação do Fórum
    * Participação nos conteúdos do Portal

    Vamos adicionar à equipa 5 Moderadores.

    Para se candidatar a Moderador do SL Benfica PlanetaPortugal deverá registar-se e enviar uma mensagem para o Moderador dizendo a sua idade e disponibilidade.

    Mais uma vez agradecemos o apoio que todos os nossos Companheiros de tantos Blogues do Benfica nos têm dado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*