Mais e Menos da Semana

white corner field line on artificial green grass of soccer field

MAIS

Jorge Jesus e Carlos Carvalhal

A segunda parte do SL Benfica em Vila do Conde foi de uma competência fora do comum. Adiantando-se cedo no marcador, poderia esperar-se que a equipa recuasse e sofresse para garantir tão preciosos pontos. Nada mais falso. Terrivelmente dominador, o Benfica de Jorge Jesus faz-se valer pela soberba pressão com que condiciona todas as saídas de bola do adversário. Na segunda parte, contaram-se pelos dedos de uma mão, o número de vezes que o Rio Ave transpôs a linha do meio campo. Tacticamente sublime. Jesus prova, a cada jogo, ser o senhor para o lugar.

A melhor exibição da época. Haviamos referido aqui. Na aventura de 2010, Carvalhal não precisará de vencer troféus, para ser bem sucedido. Incrementar a qualidade do futebol, ajudar a compor as bancadas de Alvalade, e aumentar a auto estima leonina, já seriam marcas interessantes, passíveis de o reconduzirem a nova aventura, na época vindoura. Frente ao Leixões, o Sporting foi pela primeira vez, uma equipa totalmente dominadora. Independentemente do minuto a que o golo foi obtido, é inegável que facilmente se adivinhava o desfecho de tal partida.

MENOS

Relvado do Estádio dos Barreiros

Quem viu o jogo, percebe o que se pretende aqui transmitir. Perante tais condições, a única decisão possível deveria ser o adiamento do jogo.

MAIS OU MENOS

Helton

Valeu, no último fôlego, três importantes pontos. Poder-se-à dizer, com relativa segurança, que foi a última defesa do jogo, a que manteve o FC Porto ligado à corrente. Porém, parece menos seguro do que quando tinha a concorrência de Vitor Baia. É francamente mal batido no primeiro golo. Ainda que não seja um lance nada fácil. Continua, no entanto, a ser dos melhores da Liga.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2348 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

6 comentários em Mais e Menos da Semana

  1. Mas alguém me explica quando e porque é que as leis para a marcaçao de uma grande penalidade foram mudadas? No meu tempo um guarda redes que avançasse na direcçao da bola antes desta ser chutada obrigava o àrbitro a mandar repetir. Tal como a entrada de jogadores na àrea (eram sò 4 ou 5 para là do Helton e do Ronny), mais uma vez, ainda antes da bola ser chutada.

    Duas ilegalidades num sò penalty. é para gozar isto, ou que?

  2. Não posso concordar com a ultima parte do post porque o tal lance que manteve o clube que paga viagens a árbitros ligado à corrente é ilegal, existem (pelo menos) duas infracções – guarda-redes mais de um metro adiantado em relação à linha de baliza e jogadores da equipa que defende dentro da àrea – e como tal teria que ser repetido.

    Penso que é um mau principio elogiar infractores e quem usa de ilegalidades para conseguir os seus objectivos.

  3. Acho justa distinguir Carvalhal. Afinal só um jogador do onze inicial era reforço, todos os outros já lá estavam. Penso que há problemas crónicos, como a equipa não estar habituada a dominar, o Vuk pensa que é o maior e afins… Mas é justo.

    Quanto ao penalty, Porto e afins… os 3 grandes são sempre beneficiados, não há duvidas. Acho que este ano o Porto anda por um pouco habitual terceiro, e isso incomóda-os. Acho que deve, mas está naquela posição porque há dois clubes que estão melhor, e isso é uma coisa que é muito difícil de admitir.

  4. Sem dúvida que o penalty é mal marcado, e nem sequer falando de cores de quem escreve, porque não se trata disso de qualquer das formas, e aqui não se costuma discutir arbitragens, do que venho vendo, é de referir que também já houve alguns, como logo na jornada a abrir, a favor do Benfica, que também não foram mandados repetir, em que se viu o mesmo, contra o Marítimo do Carvalhal.

    São opiniões… De resto, talvez escrito amanhã isto soasse melhor, depois de já ter sido visto o jogo, jogos, de hoje, quarta, se bem que já é quinta, é de madrugada, e assim já haveria mais a dizer.
    Se calhar, ainda assim, a segunda parte do Benfica enquadra-se nisso, o jogo do Sporting, que não vi, idem, e o Porto, bem, mais ou menos com os chamados «suplentes»… Também não vi este jogo.

    É uma opinião, válida, claro, e daquelas que nos faz voltar!

    Abraço!

    Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

    P.s.- Ah! E passem no Bimbosfera. Já que falam de árbitros vejam lá já as novidades da nova petição do Rui Santos pela verdade desportiva!

    http://Bimbosfera.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*