Reforços para o Sporting 2014/2015

white corner field line on artificial green grass of soccer field
O maior reforço para o Sporting da próxima temporada terá de ser o treinador. Não obstante da maravilhosa temporada que fez, desafiando todas as probabilidades, com uma equipa sem grande qualidade individual, e muito desequilibrada em algumas posições, a melhoria terá de surgir de Leonardo Jardim. Para melhorar ainda mais os resultados, para que seja mais consistente em todos os jogos, para que crie mais situações de golo, e não deixe criar tantas, pedem-se alterações no modelo de jogo. Ao nível da proximidade das linhas de passe, por forma a permitir um maior controlo da transição defensiva. A linha defensiva também deve ser melhorada, ao nível dos princípios que utiliza. Isso tudo, subjacente a um melhor controlo dos espaços, com e sem bola, bem como com uma maior proximidade entre sectores. Atacar para defender, defender para atacar.

Não é necessário fazer um grande esforço financeiro, tendo em conta a realidade do Sporting, para que consiga melhorar o plantel de forma substancial.

Começando pela linha defensiva, é o sector obrigatório e que carece de mais atenção.
Aposta incondicional em Dier. É o melhor central do Sporting, e anda no banco de suplentes. 

Na próxima época, apostaria em Ricardo Esgaio para concorrer com Cédric. Esgaio “perdeu” um ano na equipa B. Não aprendeu lá “nada”. É um jogador que deveria ter rodado na primeira liga, para que este ano integrasse o plantel. Ainda assim, seria uma das minhas apostas para reforçar o plantel principal.
Nuno Reis, regressado do empréstimo. Se mais estável do ponto de vista emocional, ficaria no plantel.
Yohan Tavares, central do Estoril. Parece-me, este, também bastante melhor que os actuais titulares do Sporting, com e sem bola. Domina os comportamentos defensivos zonais, tem conforto com a bola nos pés.

No meio campo defensivo, João Mário. De volta do empréstimo, para concorrer com William, na equipa principal. 

Caso William saia, Filipe Augusto e Fernando Ferreira (Belenenses) na linha da frente.
No meio campo ofensivo, a grande e melhor contratação que poderiam fazer é Evandro do Estoril. Fora os 3 grandes, é o melhor jogador da Liga, este ano. Com entrada directa, por exemplo, no onze do FC Porto. Criatividade, critério, técnica, jogo entre-linhas. Filipe Augusto, do Rio Ave, poderia ser também uma alternativa. Tiago Silva, também seria uma possibilidade, mas só se existisse uma mudança de sistema táctico.
Melhor aproveitamento de André Martins. É jogador para jogar de frente para o jogo. Descobrir soluções com o jogo de frente, enquadrado. Aí, seria fácil de explorar as suas melhores qualidades.
Filipe Chaby, talento. Também faria parte do plantel principal. A treinar com os melhores, adaptando-se aos estímulos e maior exigência de um patamar competitivo superior, acelerando o seu futuro.

Na frente, entendo que o melhor extremo do Sporting é Carlos Mané (Muito potencial para evoluir, grande temporada que fez). Pelo que são necessários reforços na frente, no sentido de colmatar um Capel que não tem qualidade para o Sporting, e um Carrillo que tarde em mostrar aquilo que “pode”. Um Héldon que não trouxe nada de nova à equipa, e um Wilson Eduardo que não tem espaço nem na equipa B.
Iuri Medeiros, talento. Faria definitivamente parte das minhas escolhas para ficar no plantel, pelos mesmos motivos de Chaby. Acelerar o seu crescimento.
Seba. Muita qualidade individual. Técnica, velocidade. Muito competente na tomada de decisão. Responsável defensivamente.
Ricardo Horta. Qualidade técnica, velocidade. Muito por onde evoluir dado a tenra idade, não obstante de se ter já apresentado a um nível bastante interessante esta época. Seria também o jogador ideal para jogar na posição actual de André Martins, no modelo actual.
Maior aproveitamento de Montero, para que a qualidade do futebol apresentado aumente.

Na minha opinião, dispensaria Piris, Shikabala, Magrão, Capel, Carrillo, Maurício, Wilson Eduardo, Héldon. Aproveitava, também, para inflacionar Rojo e Slimani, depois do mundial.

O plantel teria no máximo 22 jogadores. Isto, para que possam ser integrados regularmente nos treinos/jogos jogadores da equipa B.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2366 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*