Cristiano por Rui Costa

“Os portugueses têm de perceber que Cristiano não é o jogador que era há dez anos. E já não o é há alguns anos. Ele especializou-se em fazer golos” Rui Costa, ontem à noite num programa da TV portuguesa.
O génio da camisola dez portuguesa, o mesmo que com as suas decisões trouxe o sucesso e virou as agulhas no futebol do SL Benfica, explica de forma bastante assertiva porque não podemos esperar que Cristiano Ronaldo continue a fazer a diferença e a ser assertivo na zona de criação.
A Ronaldo falta sobretudo quem, como Rui Costa, fosse capaz de o guiar. Os melhores anos de Cristiano na selecção não foram somente quando apresentava outras características. Foram sobretudo os anos em que tendo menos moral que os colegas, jogava para e com todos. Decidia em função de um bem comum.
Rui Costa não podia ter mais razão no que afirma. Todavia, cabe a Cristiano percebe-lo também!… e deixar de complicar fora da zona de finalização. O seu jogo é hoje totalmente diferente. É o melhor nove do futebol mundial e é na área que tem de continuar a mostrar serviço. Fora dela, é tocar e soltar. Sem protagonismos. Ficar somente à espera do momento e não o querer forçar. Os portugueses percebê-lo-ão logo que Cristiano também o perceba.
Marco Van Basten
Sobre Marco Van Basten 85 artigos
Licenciado em Desporto, treinador Uefa Pro pela FA. Desde cedo partiu para terras de sua majestade. Experiência como professor e treinador numa Academia no Reino Unido.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*