“MarsBet”

Mattheus Oliveira

Chega do Estoril um dos reforços do Sporting para a nova temporada. Quem seguiu o USA 94, lembrar-se-à da forma como Bebeto, Romário e Mazinho embalavam um bebé imaginário que vinha a caminho. Quem poderia imaginar que Matheus jogaria em Portugal e chega hoje ao Sporting?

Critério. É a principal característica do médio brasileiro. Qualidade técnica acentuada, bem expressa na capacidade que demonstra para variações do centro de jogo, capacidade para decidir rápido na concentração, e sobretudo decidir assertivamente. Para quem não conhece, um perfil que não difere em demasia do de Pizzi. Matheus é um dos bons jogadores da Liga portuguesa, e as maiores duvidas prendem-se com o espaço que poderá ter num modelo tão rigoroso e pouco susceptível a adaptações como o de Jorge Jesus. Porque é sabido que o treinador leonino nas alas gosta de velocidade, e como opções centrais, jogadores que coloquem mais “choque” / “intensidade” no jogo. Talvez se prepare para concorrer à posição de segundo avançado, onde terá qualidade para aparecer como referência para receber da construção e ligar o jogo com o último terço.


Rodrigo Castro
Sobre Rodrigo Castro 74 artigos
Rodrigo Castro, um dos fundadores do Lateral Esquerdo. Licenciado em Ed física e desporto, com especialização em treino de desportos colectivos, pôs graduação em reabilitação cardíaca e em marketing do desporto, em Portugal com percurso ligado ao ensino básico e secundario, treino de futsal, futebol e basquetebol, experiência como director técnico de uma Academia. Desde 2013 em Londres onde desempenhou as funções de personal trainer ligado à reabilitação e rendimento de atletas. Treinador UEFA A.

21 comentários em Mattheus Oliveira

  1. Pareceu-me ja ha algum tempo um senhor jogador, sem dúvida para vôos maiores do que o Estoril, sem querer ofender ninguém. É uma boa contratação. Penso que é um jogador para jogar a 2o avançado, pelas razões que o autor evoca, e com as quais concordo. É mais um Bryan Ruiz do que um Adrien, com a vantagem sobre o primeiro de ter uma meia distância superior. Alia o perfil técnico e o estilo de jogo de um Bryan Ruiz, um pouco mais intenso, a uma capacidade de remate de Bruno César. A jogar a 8 será se houver alguma saída, porque há Adrien e há Geraldes. A 2o avançado também não me parece que vá ter a vida muito facilitada. Mas considero uma boa contratação.

      • Olá, Luis! Não acredito em palavras como em “nunca” ou “jamais”. Pizzi foi 8 no Benfica liderado por Jesus (recurso após a saída do Enzo), portanto parece-me que não é assim tão descabido que Geraldes, tendo em conta as suas caraterísticas, o seja, nem que seja após lesão de outros jogadores. Ainda assim, vejo o Mattheus como um jogador com um papel semelhante ao F. Augusto no Benfica, pelo menos para já.

        • As palavras são do JJ. Ele é que disse que na forma dele ver o futebol o Geraldes jamais seria um 8. Talvez um 10 ou até um jogador a sair da ala para o centro mas não um 8.

          Ora… tendo em conta as necessidades do SCP esta epoca e o facto de ele não ter sido opção quando houve necessidade, não me parece que o JJ tenha mudado de opinião.

  2. As dúvidas aqui levantadas levam à principal questão… terá sido Jesus a pedir o médio ou será já uma compra do BDC ? É que este jogador não tem nada o perfil pretendido habitualmente por Jesus. Aliás não me parece que seja sequer superior ao Geraldes.

    • Não conheço Mattheus em detalhe, mas tento “imaginar”, pelas imagens que se pode ver no vídeo, onde encaixaria o jogador no esquema do Sporting e em boa verdade vejo a fazer o papel de Bryan Ruiz – ou a médio esquerdo a ocupar espaços interiores ou a segundo médio – ou a fazer o papel de William…

      Atenção que a jogar como segundo médio, parece-me que Mattheus teria de jogar num registo mais posicional, como fez Bryan Ruiz, e não num registo como apresenta Adrien, que é mais transportador na construção e mais agressivo a defender em posições mais adiantadas.

  3. Portanto se for 8 tira espaço ao Geraldes.
    Se for segundo avançado tira o espaço ao Podence.
    Se for extremo tira lugar a Matheus Pereira e Iuri Medeiros.

    Ou seja não sendo uma má contratação parece-me uma contratação algo desnecessária pois sendo jovem não me parece ter mais potencial do que qualquer um dos que referi acima.

  4. «Matheus é um dos bons jogadores da Liga portuguesa, e as maiores duvidas prendem-se com o espaço que poderá ter num modelo tão rigoroso e pouco susceptível a adaptações como o de Jorge Jesus.»

    A frase chave para se tentar perceber a contratação! E acredito que o empresário terá percebido que em Alvalade alguém vacilava e vai daí as notícias da semana passada que o davam (e mais dois colegas) como quase quase certos do outro lado da Segunda Circular.

    «Portanto se for 8 tira espaço ao Geraldes. / Se for segundo avançado tira o espaço ao Podence. / Se for extremo tira lugar a Matheus Pereira e Iuri Medeiros.» Exacto! Se o Geraldes está a mais no Sporting sei de um sítio onde será benvindo. Quem sabe até lhe fazem um cântico!

    • O SLB acolheria o Geraldes de braços abertos R.B, mais um erro de avaliação a nível do cometido ao Bernardo Silva ; vai ter emigrar para brilhar, mas caso queira ficar logo aqui perto em Lisboa, o SLB não levaria a mal , acredito que até lhe comprariam um carro para não ter de andar em transportes públicos 😉

  5. Caro Rodrigo Castro

    Matheus é mais um jogador que pouco brincou nas selecções e já há mais de 4 anos que não brinca.

    Teve que se concentrar mais no FUTEBOL PROFISSIONAL e agora obtem a recompensa, valorizou-se e tem um melhor contrato num clube que poderá jogar na CHAMPIONS LEAGUE.

  6. partilho das questões levantadas no post, mas acrescento que também nao o vejo a segundo avançado do JJ. é jogador para aparecer no jogo em fases mais iniciais. a 8. a duvida é a tal que o post refere, de nao ser propriamente um jogador com a rotação que o JJ quer nos 8.

  7. Vem para ser 8, à partida suplente do Adrien mas nunca se sabe (caso saia logo se verá), sendo que na maioria das vezes era no meio campo que ele jogava, exactamente por ser cerebral e não ser propriamente rápido.

    Para acabar com a “suposta” discussão, Matheus vem para 8 logo não tira o lugar ao Geraldes porque o Geraldes não é 8 (já JJ o disse diversas vezes). Geraldes é um médio interior ou um 2º avançado.
    Não tira o lugar ao Matheus e ao Iuri porque ambos são Alas e não tira o lugar ao Podence porque é exclusivamente 2º avançado (pode em algumas circunstâncias jogar na Ala).

    Portanto, JJ deve queres fazer de Matheus o que o Pizzi faz no Benfica (apesar de ter de aumentar a intensidade mas isso é um “habituet” com JJ). Penso que estejam a contar com a venda de William e a colocação de um médio-defensivo pior no transporte de bola mas melhor no preenchimento de espaços defensivos e no choque (tal como o Benfica teve com Javi Garcia e tem agora com Fedja e o Porto tem com o Danilo que era o desejo de JJ por alguma razão…).

    Sendo assim, o médio 8 tem de ter uma maior capacidade ofensiva e visão de jogo que apesar de tudo o Adrien não oferece tanto (é um jogador intenso e com boa capacidade de passe curto e preenchimento de espaço mas no processo ofensivo não tem nem a visão de jogo nem capacidade de passes de rotura, que era o que o João Mário oferecia o ano passado).

    Nesse caso, a contratação de Matheus Oliveira faz todo o sentido, ainda por cima por valores razoaveis.

  8. Não é melhor jogador que Podence , Geraldes , Alan Ruiz , ou qualquer um que esteja no Sporting ( a não ser que queiram compara-lo a Castaignos).Não concordo que tenha um perfil semelhante a Pizi, ainda tem que comer muito arroz com feijão para isso.

    Matheus no SCP, o máximo que poderá vir a ser neste modelo de JJ ,seria um bom médio de contensão para jogarao lado de WC , tendo em conta que as soluções para substituir o Adrien não abundam , pq para jogar atrás do avançado tirando castaignos JJ tem melhores soluções do que o filho de Bebeto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*