“MarsBet”
Rodrigo Castro
Sobre Rodrigo Castro 80 artigos
Rodrigo Castro, um dos fundadores do Lateral Esquerdo. Licenciado em Ed física e desporto, com especialização em treino de desportos colectivos, pôs graduação em reabilitação cardíaca e em marketing do desporto, em Portugal com percurso ligado ao ensino básico e secundario, treino de futsal, futebol e basquetebol, experiência como director técnico de uma Academia. Desde 2013 em Londres onde desempenhou as funções de personal trainer ligado à reabilitação e rendimento de atletas. Treinador UEFA A.

6 comentários em Cristiano Ronaldo e Messi

  1. Caro Rodrigo Castro

    E eu insisto, ambos poderiam ser ainda melhores do que são, bastaria renunciar às brincadeiras nas selecções.

    • Caro Superleão,
      Já se percebeu qual é a sua teoria, no entanto não é pela repetição que vai colar. Se alguma vez tivesse representado o seu país num Mundial, Europeu ou mesmo só um torneio de preparação, nunca vinha para aqui dizer essas barbaridades. Quando vestes a camisola do teu país, como atleta sentes que chegas-te ao topo, porque não existe reconhecimento maior, seres dos melhores do teu país e ires competir com os melhores dos outros países. De facto, os atletas conseguem superiorizar-se, por estarem a representar o seu país. Sei que esta resposta não vai alterar o que o senhor pensa, mas já chega de culpar a competição entre países, quando o problema está precisamente no mercado entre clubes.

    • “Se alguma vez tivesse representado o seu país num Mundial, Europeu ou mesmo só um torneio de preparação, nunca vinha para aqui dizer essas barbaridades.”

      http://www.record.pt/internacional/competicoes-de-selecoes/taca-das-confederacoes/detalhe/rui-costa-todo-o-jogador-que-esta-nestas-provas-e-prejudicado.html

      Caro cobra2

      As palavras de Rui Costa indiciam outra coisa, brincou muito nas selecções enquanto jogador mas parece que acordou para a vida enquanto dirigente, ou, pelo menos, teve um momento de lucidez já que pelos vistos não deve ter feito nada para impedir que os jogadores do seu clube fossem brincar nas selecções.

      A Rui Costa agora falta-lhe ser coerente na acção com as palavras que ele próprio mencionou.

      Quanto a mim basta-me referir que barbaridade é pagar milhões em transferências e salários e depois deixar os jogadores irem brincar nas selecções.

      Insisto, os jogadores desvalorizam-se nas selecções e prejudicam desportiva e financeiramente os clubes/sads.

      • Claro que o contexto e o que Rui Costa quiz dizer pouco importam, desde que o cabeçalho valide a nossa teoria, certo?

        «Rui Costa afirmou estar em pleno desacordo com a existência desta competição de seleções, porque “os jogadores chegam supercansados e porque, normalmente, quem participa nesta competição participa também no Europeu anterior e no próximo Mundial”, acrescentando ainda que “os jogadores acabam por passar anos a fio sem férias e sem repouso.”»

        E sim, os jogadores desvalorizam tanto nas selecções que há agentes que metem os jogadores deles nas selecções só para os preços ficarem mais acessíveis e receberem menos de comissão…

      • Caro R.B. Nortør

        “Todo o jogador que está nestas provas é prejudicado”, começou por dizer Rui Costa, que lembrou que, depois da Taça das Confederações, “as épocas começam mais cedo” e “os jogadores acabam por sair de uma competição difícil e ter de representar o clube passados 10 dias”.

        Ainda agora o Sporting iniciou a preparação para a próxima época tendo em vista a participação de apuramento para a CHAMPIONS LEAGUE e vários jogadores do Sporting andam a brincar nas selecções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*