João Vieira Pinto tem classe até a andar…

white corner field line on artificial green grass of soccer field

A frase, proferida por Deus (o nosso, pelo menos), sintetiza de forma perfeita o jogador que foi.

“O Nuno Assis tem algumas coisas parecidas. Eu era mais ofensivo, podia jogar até como ponta de lança, ele actua mais recuado e aparece de trás para a frente. Mas há aspectos em que me revejo nele. No estilo, nas decisões que toma, no modo como se relaciona com o jogo.” De acordo. Mas João, e o Aimar? e o Saviola?

“Falhei muitos passes, perdi alguns lances, tive dificuldade nas recepções. Até ao primeiro golo não perspectivava uma noite de glória, bem pelo contrário.” Sobre uma exibição que não estava a correr de feição. A percepção de que é no valorizar das coisas simples (passe, recepção, perdas de bola), que os melhores se destacam.

“Eu tinha a particularidade de entender quem se movimentava na minha zona. Fala do Jardel, mas também podia falar do Rui Costa. Sabia sempre o que ele ia fazer e o contrário também era verdade. Com o Jardel era a mesma coisa.” Quanto do rendimento de um futebolista depende da sua capacidade intelectual, para com o jogo?

Por não ter emigrado, João Vieira Pinto jamais terá o reconhecimento que merece. A permanência na Liga Portuguesa, para além de lhe ter retirado visibilidade, coarctou-lhe uma previsível evolução. Permite-nos a ousadia de pressupor que com outras decisões na sua carreira, tamanho talento e inteligência, deveria e teria sido consagrado com uma bola de ouro?

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3042 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

14 Comentários

  1. Que talento fantástico, arrastou-se no Benfica e no nosso campeonato durante demasiado tempo.

    Teria sido concerteza um jogador muito mais consagrado no estrangeiro ao nível dos deuses da bola

  2. Completamente de acordo com o ultimo paragrafo.
    João Pinto deu-me muitas alegrias mas nunca o considerei menino do Ouro ou outros nomes que lhe deram.
    Como disse El Pibe tinha classe até a andar mas creio que neste futebolzinho também não era dificil. Nunca quis emigrar, em 2000 com o Liverpool, a Fiorentina, o Newcastle entre outros preferiu os ridiculos lagartos, enfim se calhar nunca se dignou a trabalhar no duro, a evoluir tecnica mas principalmente tacticamente com grandes treinadores assim "perdeu-se" podendo quem sabe ganhar a bola d'ouro.
    Basta ver que os outros grandes jogadores da sua geração o Figo acabou no Inter campeão de Italia, o Rui Costa no Glorioso ainda como seu melhor jogador. Ele acabou no banco e a jogar a liga intercalar no…Braga.
    Tivesse ele cabecinha ao nivel do seu jogo o que teria sido.

    P.S- Saviola é para mim o que mais se aproxima dele e para mim ainda com mais classe e futebol.

  3. João Pinto pertenceu a uma geração, que por azar (ou sorte), foi feita de grandes nomes e heróis de Portugal. Bom de lembrar que foi à custa de jogadores como Figo ou Rui Costa, mesmo Abel Xavier ou Fernando Couto, é que foi possível Portugal ganhar nome lá fora…

    João Pinto foi um grande jogador, a forma como acabou a carreira acho que isso não tem muito a ver….aliás, ele saiu do Benfica de uma forma muito estúpida!!!Que culpa tem ele???? 😉

    grande player…

  4. se fossem ler a entrevista, percebiam porque saiu do Benfica. só faltou baterem-lhe para sair, e ele admitiu que fez mal em sair do Sporting. quanto ao estrangeiro, ele saiu do Atl. Madrid e correu muito mal. ficou bastante assustado e é normal. eu acho que teve uma grande carreira e pelo menos os adeptos do Sporting adoram-no e do Benfica também acho que sim. já o figo por exemplo, nenhum clube morre de amores por ele e o caso de sérgio conceição também não

  5. JVP era para mim o maior talento da sua geraçao, mas tinha carencias a nivel profissional.
    Houve um presidente que se serviu dele para manter a cabeça fora de agua e como eu costumo dizer , pos-lhe o Estadio da Luz as costas.(o antigo, que era mais pesado)

    JVP tinha ja um ordenado de nivel europeu e de algum modo fruto do seu estatuto, acomodou-se e a sua influencia no balneario foi sendo por ele mal gerida.

    JVP nao voltou a sair para o estrangeiro porque nao quis, o que para ele ate talvez tivesse sido bom e para o Benfica melhor, pois a sua produçao descia a olhos vistos.

    JVP que tinha uma media de 15 a 20 golos, nas duas ultimas epocas marcou 2 ou 3 e para quem pensa que a sua saida foi a custo zero esta enganado.

    O seu rendimento e influencia em face do ordenado que auferia ja nao tinham o retorno exigido e embora grande admirador que fui dele achei por bem a sua saida para satisfaçao de todos, ate porque foi para os lagartos ganhar algo mais.

    JVP poderia sem duvida ter atingido patamares muito mais elevados, pois como disse ele era o melhor da sua geraçao mas foi ele que quis assim e foi ele que criou as condiçoes que o levaram a sair do Benfica.

  6. O João Pinto foi o melhor jogador que já vi jogar. Se podia ter chegado a melhor do mundo? Claramente. JVP tinha muito mais futebol numa perna (e na massa encefálica) do que Figo no corpo todo. Mas a sua noção de lealdade para com o clube, o país e também a família (e ainda a emigração muito precoce que deu mau resultado) fez com que preferisse ficar sempre por Portugal. E sabem que mais? Ainda o respeito mais por isso. Não sou de criar ídolos, aliás, não tenho ídolos seja no futebol, música, cinema ou onde for, mas a ter um, teria de ser João Vieira Pinto. Palavras que podem defini-lo como jogador de futebol: classe, inteligência, virtuosismo, liderança, impetuosidade q.b. e muita, muita raça e vontade de ganhar de forma sempre leal. João Pinto foi excepcional e sempre pensou à frente de todos os outros. Dou graças por poder ter tido este jogador como capitão do Benfica. Que, infelizmente para mim, ainda mostrou aos burros que o escorraçaram que era um luxo poder contar com ele na sua equipa, naquela dupla maravilha com Jardel. Aliás, até no Boavista, com 34 anos, JVP deu cartas. Foi o melhor.

  7. o que é que tem sergio conceição a ver com joão pinto e figo é que eu não estou a ver bem…

    JVP foi sem dúvida um grande jogador. para mim o verdadeiro e único menino de ouro. mais que rui costa até. embora em amor ao Benfica não se lhe compare, aquilo que deu aos adeptos e ao clube foi algo incomparavelmente maior.

    foi dos melhores do mundo, na minha opinião, mas podia ter pertencido a um lote mais restrito, destinado aos enormes, aos que pisam os grandes palcos, que joão pinto não quis pisar.

  8. A entrevista é digna de um senhor.
    O João foi um icon para mim, tanto que a minha primeira camisola do Benfica tinha o 8 nas costas por exigencia minha.

    Na entrevista o João escolhe o golo á Inglaterra no Euro2000 como o melhor golo dele, eu nao poderia estar mais de acordo, que lindoo!

  9. Vou relembrar a todos que joão pinto passou pelo benfica de 1992 a 2000. E passo também a relembrar quem foram os vencedores do premio fifa nessas epocas. Nao preciso responder basta analisar os nomes e as epocas que estes jogadores fizeram nos respectivos anos.

    1992- Marco van Basten
    1993- Roberto Baggio
    1994- Romario
    1995- George Weah
    1996- Ronaldo
    1997- Ronaldo
    1998- Zidane
    1999- Rivaldo
    2000- Zidane
    2001-Figo

    Aki so faço referencia ao primeiro classificado de cada ano mas por curiosidade vejam os outros dois e digam tendo em consideração o rendimento da epoca em k ano o joão pinto poderia sequer ser nomeado para um prémio destes.

    João Pinto era um grande jogador mas estar a compara-lo com lendas vivas como as que enumerei será exagero.

  10. Desculpa Tiago!?: " Nenhum clube morre de «amores» pelo figo"

    Poupa-me…falou-se que no final da carreira o figo voltaria ao sporting…ontem no jornal abola diziam que o real madrid tinha convidado o figo para voltar a jogar…por amor de deus…todos o clubes gostavam de ter um jogador como o figo…..

    ja o sergio conceição ai concordo contigo

    Carrega Benficas

  11. Joao Pinto era um extraordinário jogador, que teve algum azar em se dedicar aquele clube e por isso ter tão poucos títulos.

    Quanto à bola de Ouro, tinha qualidade para a ter ganho, mas é preciso realçar que esse prémio é muito uma questão de marketing, não premeia apenas o melhor jogador da época (caso contrário Deco teria ganho em 2004).

    Basta ver que este ano Ronaldo nada fez comparado com Xavi, Iniesta ou E'to, e no entanto ficou à frente destes jogadores. E basta ver que o Figo nunca teve uma época como a do ROnaldo mas no ano em que ganhou foi a primeira Descomunal transferÊncia a nível mundial…

  12. mas k grandes tretas. joao pinto podia ter ganho 1 bola de ouro? pois a jogar contra salgueiros, famalicao ou campomaiorense era 1 alegria. e figo k defrontava o roberto carlos? e o zidane k se batia com albertini? e o baggio k enfrentava baresi?

    joao pinto era bom, mas os enormes jogadores jogam nos grandes palcos e nao no campeonato portugues (infelizmente para nós)

    falaram de deco, deco era brutal em portugal, saiu e foi titularissimo no dream team do barça vencendo a champions mais 1 vez. figo, rui costa e paulo sousa esses provaram o k realmente valiam por onde passaram, joao pinto nao provou nada.

    e para concluir, se quaresma nunca tivesse saido de portugal se calhar daqui a 1s anos diriam k era fantastico, agora é 1 bidao de ouro, mas pelo menos teve a coragem de tentar brilhar nos grandes clubes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*