Espanha no Mundial u20

Muito difícil se não impossível encontrar selecção mais talentosa que a espanhola. Espanha continua a viver anos dourados. Primazia pela qualidade técnica e tomada de decisão e eis que surge mais uma geração espantosa. Para que tenha noção,  é possível que de toda a selecção portuguesa, apenas Ilori tenha qualidade para caber no onze espanhol, e nenhum outro jogador português está sequer perto de o fazer.
Destaques individuais.
Bernat. Lateral Esquerdo. Grande qualidade técnica e posicional. Sempre assertivo. Sempre capaz de manter a bola jogável e bem redondinha para os colegas mesmo quando é “encurralado” no corredor lateral. Grande critério a definir em posse.
Campaña. Trinco. A habitual leitura de jogo dos médios defensivos espanhóis. Procura jogar sempre um passo à frente, mentalmente. Ainda não recuperou e já tem na mente a opção para entregar. Qualidade técnica e de decisão como é apanágio na sua selecção.
Óliver. Médio interior. Um pequeno Iniesta. Enorme qualidade, pela criatividade que nunca mais acaba, capacidade técnica e sobretudo de decisão. No U20 é um adulto a jogar contra crianças.
Deulofeu. Extremo direito / Esquerdo. Não engana. Será craque do futebol mundial. Velocidade e qualidade técnica assombrosa. Apesar das virtudes físicas sabe temporizar e esperar o momento. Grande candidato a melhor do Mundial.
Jesé. Começou como extremo direito e passou ainda na primeira parte para ponta de lança. Maturidade, qualidade a finalizar, mil e uma movimentações (tantas vezes em apoio, mas também bastante bom a explorar a profundidade) e qualidade técnica.

Suso. Começou como avançado mas jogou praticamente todo o jogo como extremo direito. Enorme criatividade e excelência na tomada de decisão. Mais um baixinho espanhol ao estilo de David Silva, capaz ora de acelerar ora de temporizar em função do que o jogo pede.  
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3407 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*